Super banner
Super banner
Super banner

7ª Jornada Mineira do Patrimônio Cultural é realizada em Araxá

7ª Jornada Mineira do Patrimônio Cultural é realizada em Araxá

A 7ª edição da Jornada Mineira do Patrimônio Cultural foi atração em Araxá na tarde de domingo, 25 de agosto. O pátio da Fundação Cultural Calmon Barreto (FCCB) recebeu uma concentração de movimentos artísticos da cidade para apresentações de congado, maculelê, moçambique, capoeira, hip hop e samba. Também teve desfile de moda, degustações de acarajé, cocada, feijoada e oficinas de confecção de bonecas Abayomi (símbolo da raça negra) e turbantes. A jornada foi realizada pela Prefeitura Municipal de Araxá que apoia as manifestações culturais do município através da FCCB, e teve o projeto selecionado pela Secretaria de Estado de Cultura, por meio do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (IEPHA). O evento foi prestigiado pela ouvidora Nayane Peres e pela secretária de Governo, Lucimary Ávila.

Régia Côrtes, presidente da FCCB, destaca que o evento mostra o quanto a atual administração municipal fomenta a cultura. “Araxá se inscreveu e foi contemplada, um momento muito importante porque é uma troca de experiências na cultura popular. É um encontro muito rico e amplo em prol da cultura”, destaca presidente. O supervisor e gestor do Centro de Referência da Cultura Negra, José Ronan dos Santos, participou das apresentações do congado e do carnaval e avaliou positivamente o evento. “É a conservação e a preservação do patrimônio cultural. Estamos participando da jornada sabendo que, nós do movimento negro, da congada, do hip hop, da capoeira e do maculelê, fazemos parte da cultura, não só de Araxá, mas de todo o estado e todo o país”.

Saulo Henrique da Silva está há mais de 20 anos na capoeira e é coordenador do Herança Cultural, grupo da cidade que se apresentou durante a jornada. Para ele, apresentação no evento é uma emoção muito grande. “Estamos desenvolvendo trabalhos sociais sem fins lucrativos e representamos uma importante arte que é a capoeira. Tenho a minha família”. Guilherme Augusto, conhecido no cenário do hip hop como Guisg, representou o movimento cultural da juventude com muito orgulho pelo grupo Coletivo – Máfia Sem Limites. “Acho importante para abrir uma nova porta que geralmente não temos essa entrada”.

De acordo com Régia Côrtes, a FCCB sempre está em busca de fomentar o movimento cultural da cidade. “A gente sempre pretende realizar esse tipo de evento e é uma grande oportunidade de mostrar o que nós temos de melhor já que a nossa cultura popular é muito rica em Araxá”, comenta a presidente.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *