Super banner
Super banner

Araxá promove etapa municipal da Conferência das Cidades

Araxá promove etapa municipal da Conferência das Cidades

Etapa Municipal da Conferência das Cidades - Foto: Caio Aureliano

DA REDAÇÃO/CAIO AURELIANO – A 1ª Conferência Municipal da cidade de Araxá está sendo realizada nesta sexta-feira (26). O evento se refere a uma etapa municipal da 5ª Conferência Nacional das Cidades que visa à construção do Plano Nacional de Desenvolvimento Urbano. Esta etapa municipal pretender propostas neste sentido para o Estado e a União (governo federal).

De acordo com a membro da Executiva da Central de Movimento Popular (CMP), Aletéia d’ Alcântara Gonçalves, as conferências quanto a nível municipal como nacional buscam a partir da realidade dos municípios, apontar prioridades para a política de Desenvolvimento Urbano local e regional.

 “Essa conferência aborda diversos setores como segurança pública, trânsito, transporte público, mobilidade urbana vai ser discutida aqui com ênfase na acessibilidade para a pessoa com deficiência, o Programa “Minha Casa, Minha Vida, de moradias do governo federal a nova estruturação, a questão do Código de Posturas do Município e da forma como a cidade vem se desenhando no seu desenvolvimento urbano”, diz a organizadora da etapa municipal.

A vice-prefeita e atual secretária de Saúde, Edna Castro, representando o prefeito Jeová Moreira da Costa, por estar em viagem, afirma que Araxá só tem a ganhar. “A Conferência trata da parte urbana que é obras, saúde, educação, tudo aquilo que se diz respeito a uma cidade inteira. É a carência e os anseios de uma população. Essa é a primeira conferência aqui em Araxá. Espero que dessa discussão saia coisa boa para realmente a gente ter um norte do que a população carece e precisa”, comenta a vice-prefeita.

Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, João Bosco Borges, a realização da conferência se faz importante porque levanta as demandas da população de um modo geral. “Isso pode possibilitar talvez inserir alguma coisa na parte de saneamento, discutir as melhorias de vias e o bem estar da comunidade. Dentro da secretaria é muito importante porque justamente é a pasta que sente mais um impacto de um buraco na rua e até uma obra maior. Essa é a grande valia da conferência”, destaca o secretário.

Aletéia acrescenta que essa conferência é condição para o município trabalhar como, por exemplo, com o Programa “Minha Casa, Minha Vida”. “É condição para o município receber recursos da infraestrutura do programa de Aceleração do Crescimento do governo federal (referentes ao PAC 1 e 2). Se não houver a conferência, o município perde prioridade de arrecadação de recursos federais”.

Cerca de cinquenta pessoas da sociedade civil e organizada participaram da conferência. A etapa municipal ainda elegeu delegados para a conferência estadual em Belo Horizonte que será realizada entre os dias 22 e 25 de setembro.

Da conferência estadual, sai os representantes para a Nacional que será promovida entre os dias 20 e 24 de novembro. 

Notícias relacionadas