Super banner

Comitiva de Frutal conhece estrutura e projetos da Fundação da Criança e do Adolescente de Araxá

Comitiva de Frutal conhece estrutura e projetos da Fundação da Criança e do Adolescente de Araxá

Amor, proteção e acolhimento reconhecidos em toda a região. Este é o resultado do trabalho da Fundação da Criança e Adolescente de Araxá (FCAA), que recebeu, nesta quinta-feira, a visita de representantes do Abrigo Gabriel Luiz Ribeiro, situado no município de Frutal. O objetivo do encontro foi apresentar a estrutura das Casa Lar e Casa Abrigo, além da Política Pública de Acolhimento Familiar executada pela FCAA.

Para amparar crianças e adolescentes com vínculos familiares fragilizados ou rompidos, a FCAA busca promover o acolhimento dos indivíduos institucionalizados encaminhados pelo Conselho Tutelar e Vara da Infância e Juventude. Nas Casa Lar e Casa Abrigo são oferecidos estrutura física, material e apoio psicossocial necessários para a convivência comunitária dos assistidos. Ambas as instituições funcionam no mesmo endereço, mas em espaços divididos, e acolhem crianças e adolescentes de ambos os sexos, entre 0 e 18 anos.

Comitiva de Frutal conhece estrutura e projetos da Fundação da Criança e do Adolescente de Araxá 1

Já no Programa Família Acolhedora, o intuito é realizar o cadastramento e a capacitação de famílias que estejam dispostas a receber em suas casas, por um período determinado, crianças, adolescentes, dando-lhes amparo, aceitação, amor e a possibilidade de convivência familiar e comunitária, até que elas voltem à família de origem ou sejam adotadas. A faixa etária dos acolhidos se estende até 21 anos.

As crianças e adolescentes possuem uma rotina movimentada durante a semana e frequentam a escola, praticam atividades físicas, participam de passeios e demais ações desenvolvidas pela própria instituição e também através de parcerias. As atividades favorecem o desenvolvimento pleno e saudável dos acolhidos para viabilizar, no menor tempo possível, o retorno seguro ao convívio familiar, prioritariamente na família de origem, ou, excepcionalmente, em família substituta por meio de adoção, guarda ou tutela.

Cada casa tem a capacidade de acolher 20 crianças e adolescentes, sendo atualmente 11 na Casa Lar, 12 na Casa Abrigo e 11 pelo Programa Família Acolhedora. A equipe técnica é composta por assistente social, psicólogo, advogado, pedagogo e enfermeiro, além de coordenadores e educadores.

O complexo tem área total de 9 mil m² e 1.695 m² de área construída, com quartos, berçários, salas, refeitório, cozinha, sala de escritório e atendimentos, depósito para armazenamento de doações e itens básicos de higiene pessoal, enxoval, roupas e calçados e espaço lúdico com uma extensa área verde, parquinho e brinquedoteca.

Segundo a presidente da FCAA, Taciana Almeida, é motivo de grande orgulho se tornar referência em acolhimento para outras cidades do Estado.

“Nós ficamos imensamente felizes em receber essa visita, pois trata-se do resultado de um trabalho complexo, porém, em equipe, que conta com o esforço de cada colaborador da fundação. É um lugar de proteção e, sobretudo, de muito amor por essas crianças e adolescentes, que esperam por um lar. Estamos orgulhosos com este reconhecimento enquanto instituição e Família Acolhedora, pois agora, Araxá é referência em acolhimento”, ressalta Taciana.

A coordenadora do Abrigo Gabriel Luiz Ribeiro, Sirlene Olímpia Carlos, conta que a busca pela troca de experiências possibilitou essa visita a Araxá devido à disponibilidade de toda equipe da FCAA, que desde o início, esteve de portas abertas.

“Nós viemos buscar aqui este respaldo e conhecimento para que possamos agregar e levar dessa referência, que é Araxá, um exemplo de trabalho e aplicar e nossa realidade na cidade de Frutal. Foi uma instituição que nos abriu as portas com grande alegria e disposição para essa troca de experiência benéfica para ambos os trabalhos. Estamos encantados com a estrutura dos abrigos, que ainda está distante da nossa realidade, mas que com parcerias como essas nos aproxima do sonho almejamos”, completa.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *