Super banner
Super banner

Executivo da MbAC se diz confiante para exploração de terras-raras em Araxá

Executivo da MbAC se diz confiante para exploração de terras-raras em Araxá

Antenor Silva, diretor da MbAC - Foto: Sérgio Gomes/PMA

Da Redação – Em estudo na área próxima à Estância Hidromineral do Barreiro onde foi descoberta uma das maiores concentrações de terra-raras, em Araxá, a multinacional canadense MbAC Fertilizantes afirma que a estimativa de recursos minerais no local é de 2,7 bilhões de toneladas, com teor de 8,39% de óxidos de terras-raras, 1,4% de nióbio e 9,9% de fósforo.

“Estamos muito contentes com as perspectivas em Araxá e seguimos confiantes com as pesquisas para avançar os trabalhos de exploração na propriedade”, afirma Antenor Silva, diretor da MbAC.

Arquivo

» Empresa canadense esclarece exploração de terras-raras em Araxá

» Exploração das terras-raras está prevista para começar no final do ano

» Terras-raras são o “ouro” citado por Jeová

Via Ascom

Notícias relacionadas