Super banner
Super banner

Projeto de expansão da verticalização em Araxá é amplamente debatido na Câmara

Projeto de expansão da verticalização em Araxá é amplamente debatido na Câmara

Prédios em Araxá - Google

A ampliação de áreas para construção de edifícios em Araxá vem sendo amplamente discutida. Um projeto de lei de autoria do Poder Executivo que dispõe sobre alterações na Lei de Uso e Ocupação do Solo está tramitando na Câmara Municipal, onde já foram realizadas três reuniões internas e uma audiência pública para tratar do assunto junto ao segmento imobiliário, órgãos governamentais, engenheiros, associações e sindicatos.

O assunto volta a ser discutido novamente no próximo dia 31 de março, uma segunda-feira, em Fórum Comunitário, no plenário da Casa da Cidadania. Atualmente, a legislação permite a verticalização em 9% da extensão territorial do município, em vigor há 11 anos.

As alterações que tramitam na Casa, de acordo com o vereador Juninho da Farmácia (DEM), permitem a verticalização em toda a cidade, menos no centro turístico e área de museus. Ele defende que a questão seja tratada pelos vereadores como forma a contemplar a população como um todo, e não apenas alguns setores, pois no futuro os vereadores serão cobrados.

Já o líder do governo na Casa, vereador Professor Cachoeira (PDT), afirma que os interesses foram mudando de acordo com o passar dos anos, e hoje Araxá precisa de um plano de uso e ocupação do solo que esteja de acordo com o momento.

Caso seja aprovada a expansão da área, os segmentos imobiliários preveem investimentos da ordem de R$ 200 milhões com a construção de novos edifícios.

Para o Fórum Comunitário de 31 de março, requerido pelo vereador Roberto do Sindicato (SDD), estão sendo convidados representantes do IPDSA, associações ligadas ao setor, sindicatos da categoria, empresários da áreas, Crea, Creci, Secretaria de Segurança Pública, Copasa, Promotoria de Justiça do Meio Ambiente e Cemig. O debate também é aberto à comunidade.

Notícias relacionadas