Super banner
Super banner

Volta da Água Mineral Araxá está prevista para duas semanas

Volta da Água Mineral Araxá está prevista para duas semanas

Parque industrial das Águas Mineirais de Minas no Barreiro; prefeito Jeová e Ricardo Simões, presidente da Copasa - Fotos: Sérgio Gomes/PMA

Da Redação/Isabella Lima – O presidente da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), Ricardo Simões, visitou nesta quinta-feira (31) as instalações da fábrica da Água Mineral Araxá, no Barreiro, e disse que a venda do produto deve começar em duas semanas.

De acordo com Ricardo, o início da produção depende apenas da autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“Todas as exigências já foram providenciadas e estamos no momento de análise. Tendo o aval da Anvisa, estaremos aptos a realizar o envase. Acredito que dentro dos próximos 15 dias tenhamos a autorização, e se tudo correr como imaginamos, imediatamente ela passa a ser comercializada porque o resto está tudo pronto.”

Segundo a Copasa, até o fim deste ano serão comercializados 40% da capacidade de 50 milhões de litros anuais da marca Araxá.

A Água Mineral Araxá teve a produção interrompida porque a empresa Superágua, que tinha a concessão das fontes de água mineral no Estado desde 1981, perdeu disputa judicial contra o governo estadual e fechou as portas em 2005.

Somente em 2006, quando o Estado retomou a concessão das fontes do Circuito do Sul de Minas, e criou a subsidiária da Copasa, é que começaram os planos para reerguer a fábrica.

Notícias relacionadas