Agride amásia alegando suposta traição e vai preso pela PM

Agride amásia alegando suposta traição e vai preso pela PM

Nesta quinta-feira (17), por volta das 5h, a Polícia Militar compareceu à rua Jordelino José Carneiro, no bairro Santo Antônio, onde a vítima A.S., 22 anos, relatou que seu amásio A.C.S., 34, teria chegado em casa por volta das 4h e iniciou uma discussão com ela, alegando que a viu dentro de um carro na rua durante a noite.

Ela relatou que o autor a agrediu com socos e chutes, e teve que fugir de casa para evitar consequências maiores. A vítima estava com hematoma na cabeça e várias escoriações pelo corpo, sendo conduzida ao Pronto Atendimento Municipal (PAM), onde o médico constatou que ela estava com lesões provenientes de agressões anteriores. A vítima disse que está junto com o autor há três anos e constantemente é agredida por ele.

Já a versão do agressor é que ele teria chegado em casa, não encontrou a vítima, a procurou por diversos lugares da cidade e ao voltar para casa por volta das 4h se deparou com ela deitada, momento em que realmente a agrediu, pois suspeita que esteja sendo traindo.

Ele foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil para as demais providências.

Ana Antônia

Bandidos arrombam supermercado e furtam mercadorias

Um supermercado na avenida Dr. Pedro de Paula Lemos, no bairro Ana Antônia, foi furtado por três indivíduos na manhã desta quinta-feira (17). De acordo com o solicitante, ao verificar o acionamento do alarme se deparou com o estabelecimento arrombado e os suspeitos atravessando a rua com diversas mercadorias, um dele era moreno, baixo e forte.

O solicitante relatou ainda que tentou abordar os suspeitos, mas eles conseguiram fugir por um terreno baldio em frente ao supermercado em direção a uma mata.

Eles deixaram para trás um pequeno malote contendo R$ 62,50 em moedas e algumas mercadorias – uma chapa para cabelo, um rádio, um liquidificador, garrafas de bebidas, pacotes de cigarros e outros objetos que ficaram espalhados pelo terreno.

Com a chegada da PM, os militares recolheram do interior da loja uma pequena barra de ferro e dois pares de chinelos, sendo constatado que provavelmente os infratores usaram a barra para quebrar um dos vidros da fachada, além dos vidros de expositores de celulares e cigarros.

No local haviam manchas de sangue pelo chão e sobre algumas prateleiras, indicando que pelo menos um dos infratores se feriu na ação. Um funcionário do estabelecimento acompanhou os trabalhos e constatou que pelo menos dois celulares foram furtados.

Diante dos fatos, os policiais realizaram rastreamentos, porém, os autores não foram localizados. Os materiais foram apreendidos e encaminhados à delegacia, juntamente com o Registro de Eventos de Defesa Social (Reds).

Notícias relacionadas