Bancários de Araxá aderem à greve

Bancários de Araxá aderem à greve

Da Redação – Os bancos Itaú, HSBC, Caixa Econômica Federal, Santander e Bradesco estão operando com menos funcionários na cidade. Os 39 profissionais sindicalizados estão parados por tempo indeterminado. Quem procura as agências já pode notar a dificuldade no atendimento devido ao funcionamento parcial.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de Araxá e Região, José Roberto Alves, a principal reivindicação é quanto aos salários. Os bancários pedem um reajuste salarial de 12% mais o INPC de 5%, mas os banqueiros só oferecem 8% de aumento, sendo 7,44% de reposição de inflação e apenas 0,56 de ganho real.

Além disso, a categoria quer valorização do piso, maior Participação nos Lucros e Resultados (PLR), abertura de contratações, fim da rotatividade, combate ao assédio moral, extinção de metas que consideram abusivas, mais segurança, igualdade de oportunidades e melhoria do atendimento aos clientes.

Na cidade são cerca de 110 bancários, segundo o sindicato, e 60% deles estão de braços cruzados. A greve em Araxá começou na última sexta-feira (30) após assembleia da classe na noite anterior.

Notícias relacionadas