Super banner
Super banner

Estado vai investir na formação de profissionais do setor de aviação

Estado vai investir na formação de profissionais do setor de aviação

O governo de Minas vai investir, em parceria com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), na formação e qualificação de mão-de-obra especializada para o setor aéreo – pilotos e profissionais de manutenção -, de forma a atender a crescente demanda gerada pelos diversos investimentos do setor anunciados para o Estado, entre eles os projetos de expansão das companhias Gol, Trip e TAM e da fabricante de helicópteros Helibras.

A decisão foi anunciada hoje (31), em Belo Horizonte, durante a primeira reunião do Pólo de Aviação Civil de Minas Gerais, mecanismo que tem como objetivos principais ampliar a infra-estrutura aeroportuária do Estado e investir no aprimoramento dos processos de capacitação de profissionais do setor.

O subsecretário de assuntos internacionais da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Luiz Antônio Athayde, explica que o governo vai financiar o treinamento dos futuros trabalhadores da indústria aeronáutica nas universidades e centros de treinamento já existentes no Estado.

Ele afirma ainda que contará com o apoio das companhias aéreas na remodelagem e alinhamento dos currículos dos cursos à real necessidade do mercado. De acordo com a Anac, só os exercícios práticos custam em torno de R$ 7 mil para pilotos privados e R$ 26 mil para pilotos comerciais.

“Nosso objetivo é gerar e fixar empregos qualificados em Minas Gerais e transformar o Estado em centro de excelência na capacitação de profissionais do setor aéreo. Este investimento é mais um passo importante na trajetória de Minas Gerais de se tornar um corredor tecnológico brasileiro, com empresas e profissionais atuando em serviços com alto grau de tecnologia e especialização”, destaca Athayde.

Segundo o subsecretário, o valor total a ser investido em bolsas de estudo ainda não está definido, uma vez que a oferta será modular e crescente, de acordo com a demanda das empresas aéreas.

Atualmente Minas Gerais abriga dois centros de treinamento, 14 aeroclubes, 3 universidades e 11 escolas de aviação civil com cursos homologados pela Anac.

Notícias relacionadas