Incêndio criminoso causa perigo na 262

Incêndio criminoso causa perigo na 262

Três focos de queimadas se tornaram um grande incêndio nas margens da BR-262, próximos à construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), sentido Belo Horizonte. A cortina de fumaça chegou a prejudicar totalmente a visibilidade dos motoristas que passaram pela rodovia nesta tarde (25).

De acordo com a Polícia Militar (PM) de Meio Ambiente, a irregularidade foi descoberta durante patrulhamento rotineiro. Segundo o sargento Marcelo dos Reis Nogueira, no momento do registro da ocorrência um homem parou no acostamento da rodovia e se identificou como arrendatário da propriedade rural onde foram constatados os três focos.

“O arrendatário alegou que o fogo apareceu do nada, mas os focos iniciaram dentro da propriedade. Ele foi notificado e orientado a combater as chamas e, posteriormente, será multado e o boletim de ocorrência entregue à Policia Civil para que o caso seja investigado”, diz.

O sargento acrescenta que a área queimada será medida quando o incêndio terminar e o arrendatário será multado por queimada sem autorização – R$ 449,16 a R$ 1.347,48 por hectare, acrescidos de R$ 673,74 a R$ 2.021,22 por hectare por ter atingindo às margens da rodovia.

“Esta época do ano é comum os proprietários rurais fazerem queimadas para que venha a brota (limpar e adequar o terreno para o plantio). Eles devem buscar informações nos órgãos ambientais competentes e ter autorização para fazer essas queimadas, que podem degradar o solo, a vegetação, além da extinção de espécies da flora e fauna”, afirma o sargento.

Notícias relacionadas