Miguel Júnior é solto, mas segue sob investigação

Miguel Júnior é solto, mas segue sob investigação

A prisão temporária do presidente da Câmara Municipal, afastado, Miguel Júnior, venceu nesta quinta-feira (20) e ele foi liberado. Miguel ficou no Presídio Regional de Araxá por 10 dias e foi ouvido duas vezes na Delegacia pela Polícia Civil e pelo Ministério Público.

Em nota, a Polícia Civil apontou Miguel como o chefe de uma organização criminosa. Segundo as investigações, ele tem participação no esquema de desvio de dinheiro da Santa Casa e na compra de apoio política para o processo de reeleição na Câmara Municipal.

Miguel deixou o Presídio acompanhado de seu advogado Luiz Otávio Cambraia Rodrigues da Costa e foi chamado na delegacia para receber orientações sobre sua conduta durante as investigações. 

Apesar de ter sido solto, Miguel Júnior ainda segue sendo investigado.

Nesta sexta-feira, os quatro vereadores presos pela Operação Limpeza; Sargento Amilton, José Domingos, Eustáquio Pereira e Juninho da Farmácia devem ser ouvidos pela manhã.

Notícias relacionadas