Super banner
Super banner

Albergue estende período de acolhimento durante a Onda Roxa

Albergue estende período de acolhimento durante a Onda Roxa

Em tempos de pandemia, em que os dias de incerteza são mais longos para quem tem o céu como teto, se intensifica a importância de colaborar com quem mais precisa. Pensando nisso, o Albergue Municipal alterou o protocolo de atendimentos durante a Onda Roxa.

De acordo com o coordenador Fábio França, a primeira ação foi estender o período permitido de permanência dos usuários na casa. Antes, a pessoa podia permanecer até cinco dias no local. “Agora, a pessoa permanecendo o tempo que for preciso na casa, nossa equipe tem mais condição de auxiliá-la para que possa se organizar, seja no sentido de voltar ao seio familiar ou de ser reinserido na sociedade”, afirma.

O contato com familiares, a emissão de documentos, o encaminhamento para comunidades terapêuticas nos casos de dependentes químicos ou de álcool e o encaminhamento para o mercado de trabalho estão entre as ações desenvolvidas com os usuários do albergue. Em alguns casos, a casa transitória também oferece passagens para que a pessoa possa retornar à cidade de origem.

Outra medida adotada durante a pandemia foi aumentar o distanciamento entre as camas. “A pandemia também ocasionou uma maior demanda de forma que, hoje, o albergue está 100% ocupado”, explica.

Atualmente o albergue abriga 26 homens e quatro mulheres entre 19 e 72 anos. No local, os usuários têm camas individuais, quatro refeições diárias, além de receberem roupas, chinelos e materiais de higiene pessoal. O albergue fica na avenida Amazonas, 197, bairro São Geraldo.

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x