Super banner
Super banner

Araxá está na lista secreta dos Estados Unidos, revela site WikiLeaks

Araxá está na lista secreta dos Estados Unidos, revela site WikiLeaks

Da Redação – Araxá está na presente no novo documento divulgado pelo site WikiLeaks. Segundo as informações de um telegrama enviado para representações diplomáticas em 2009, há uma série de locais no mundo cuja a perda afetaria a segurança dos Estados Unidos, segundo reportagem publicada hoje pelo jornal Estado de Minas.

Na lista de lugares que, se destruídos, atrapalhados ou explorados, poderiam ter efeito negativo para os EUA, segundo o telegrama dito como “secreto” pela secretária de Estado, Hillary Clinton, está Araxá. A mina de nióbio da cidade concentra cerca de 75% de toda a produção mundial. O minério é usado em ligas de grande resistência, matéria-prima para cápsulas espaciais, mísseis, foguetes, reatores nucleares e semicondutores. O produto é considerado fundamental para a indústria bélica e espacial dos EUA, que importa do Brasil até 87% do nióbio do que necessita.

No Brasil, ainda preocupam Washington os cabos submarinos de telecomunicações Americas-2 e GlobeNet, em Fortaleza (CE) e no Rio de Janeiro, a mina de manganês e minério de ferro da Rio Tinto.

De acordo com a reportagem, os pontos sensíveis incluem áreas de agricultura e alimentos, energia, saúde, comunicações e de serviços de emergência, além de componentes de sistemas financeiros e de transportes, e as indústrias de defesa e nuclear. Também figuram locais como barragens, monumentos nacionais e instalações do governo de outros países.

Prisão

Na manhã de hoje, Julian Assange, foi preso, mas não por divulgar as informações e sim por um mandado da Suécia, onde é acusado de abuso sexual. Ele nega as acusações.

Com Estado de Minas

Notícias relacionadas