Super banner
Super banner

Araxá se destaca entre as maiores exportadoras do país

Araxá é a terceira maior cidade exportadora de Minas Gerais, atrás apenas de Itabira e Ouro Preto, respectivamente. O município também entrou no seleto grupo dos 30 maiores exportadores do Brasil, ficando na 28ª posição. Os números referentes aos cinco primeiros meses deste ano em relação ao mesmo período do ano passado, foram divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

De acordo com a pesquisa, Araxá, tradicional exportadora de nióbio, totalizou US$ 637,28 milhões. A cachaça também contribuiu para que o município do Alto Paranaíba se destacasse, com os Estados Unidos sendo o principal comprador da bebida.

Itabira continua como líder absoluta no Estado, com o volume de exportações de US$ 1,045 bilhão. Mais de 99% da pauta é composta por minério de ferro, tendo como principal compradora a China (38,2% de participação).

Ouro Preto vem em segundo lugar, com exportações minerais de US$ 856,648 milhões. Os municípios de Prudente de Morais e São Gonçalo do Rio Abaixo, região Central, e Frutal, no Triângulo Mineiro, estão entre os 16 novos municípios que se destacaram como potenciais exportadores.

A dez maiores exportadoras de Minas são: Itabira, Ouro Preto, Araxá, Varginha, Betim, Ouro Branco, Sete Lagoas, Belo Oriente, Juiz de Fora e Nova Lima. Na soma, estas foram responsáveis por 61,5% das exportações mineiras, sobretudo pela cadeia minero-metalúrgica.

O diretor da Central Exporta Minas, Jorge Duarte Oliveira, diz que o fluxo de comércio externo de Minas tem se mostrado bastante dinâmico. “Temos observado uma movimentação intensa de empresas localizadas no interior em busca do mercado externo e, é exatamente nesse sentido que estamos trabalhando, procurando dar apoio a todos aqueles que nos procuram em busca das melhores oportunidades para a colocação de seus produtos”, afirma.

Notícias relacionadas