Super banner
Super banner

CBMM se pronuncia sobre acordo firmado com Ministério Público

CBMM se pronuncia sobre acordo firmado com Ministério Público

A Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) se pronunciou sobre o Termo de Compromisso firmado ontem, dia 27, com o Ministério Público para concluir o processo de reparação de danos ambientais causados pelo empreendimento da companhia em áreas situadas no Complexo do Barreiro. Em nota enviada ao Diário de Araxá, a CBMM informa que a Estância Hidromineral do Barreiro não foi afetada pela alteração do nível de bário que é objeto da remediação.

Leia a nota na íntegra:

Nota de Esclarecimento

Em relação ao acordo assinado com o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente (CAOMA) e da Promotoria de Defesa do Meio Ambiente de Araxá, a CBMM informa que este acordo tem como objetivo substituir o Termo de Ajustamento de Conduta firmado com o Ministério Público e órgãos ambientais em 1994.

O novo acordo prevê que a CBMM continuará operando o sistema de remediação de bário que tem sido eficiente até o momento, conforme consenso de todos os órgãos de controle ambientais, bem como que serão realizados novos estudos com o apoio de uma consultoria especializada para avaliar a possibilidade de otimizações no processo de remediação ambiental realizado na região do Barreiro.

A empresa reitera seu compromisso de continuar empenhando-se, alinhada às melhores técnicas existentes, para concluir o processo de remediação. Importante reforçar que a Estância Hidromineral do Barreiro não foi afetada pela alteração do nível de bário que é objeto da remediação.

As diretrizes básicas do Sistema Integrado de Gestão da CBMM são fundamentadas no respeito ao meio ambiente, aos seus colaboradores, clientes, acionistas, fornecedores, órgãos governamentais e à comunidade em que se insere. Além disso, a companhia segue investindo cuidadosamente em seu programa ambiental, para que ele alcance patamares superiores ao exigido pela legislação, continuamente superando as próprias regulamentações vigentes.

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x