Super banner
Super banner

FCAA lança programa Família Acolhedora – Refazendo Sonhos

FCAA lança programa Família Acolhedora – Refazendo Sonhos

“Por melhor que seja um abrigo, nada se compara a um lar com uma família de verdade, e esse é o meu maior sonho”. Com essas palavras, Felipe, de 11 anos, morador da Casa Abrigo, emocionou as pessoas que estavam presentes na cerimônia de lançamento do Programa Refazendo Sonhos – Família Acolhedora.

O evento aconteceu nesta terça-feira (18) e contou com representantes do poder Executivo, Legislativo, Judiciário, Ministério Público, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e Grupo de Apoio à Adoção e Convivência Familiar (Aquecendo Vidas).

O programa executado pela Fundação da Criança e do Adolescente de Araxá (FCAA) tem como objetivo realizar o cadastramento e a capacitação de famílias que estejam dispostas a receber em suas casas, por um período determinado, crianças, adolescentes, dando-lhes amparo, aceitação, amor e a possibilidade de convivência familiar e comunitária, até que elas voltem à família de origem ou sejam adotadas.

O prefeito Robson Magela destaca que apoiar o Programa Família Acolhedora é motivo de muito orgulho para a Administração Municipal. “Certamente deixará um legado muito grande para nossa cidade. Priorizamos uma administração que olha e cuida das crianças e adolescentes de Araxá como elas realmente merecem. A porta do nosso gabinete estará sempre aberta, pois quando se luta pela infância e juventude, não se luta com suor, mas com muito carinho, e a recompensa vem”, ressalta.

O vice-prefeito Mauro Chaves ressalta a estrutura envolvida entre diversos órgãos representativos no desenvolvimento de políticas públicas para o setor da infância e juventude. “E nós temos o privilégio de ter uma fundação com status de secretaria que cuida da criança e do adolescente, com estrutura própria e que muitas cidades não contam com isso. Tenho certeza que esse programa vai ser desenvolvido com o melhor trabalho possível”, reitera.

De acordo com a promotora curadora da Infância e Juventude, Mara Lúcia Silva Dourado, o fato do lançamento do programa Família Acolhedora ter acontecido no dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (18 de maio) é muito significativo, pois parte das crianças e adolescentes acolhidos no país são em decorrência dessa triste realidade.

“O serviço prestado pela Fundação da Criança em Araxá é excepcional. Os técnicos que compõem a instituição fazem um trabalho necessário e, sobretudo, premiado com muito amor por essas crianças. Mas nós queremos família, e nenhuma instituição, por melhor que seja, vai substituir uma família. Esse projeto busca justamente isso, possibilitar que a criança realize seu maior sonho”, explica.

O projeto oferta supervisão técnica continuada, desempenhada por profissional externo, capacitado, na supervisão de serviço de acolhimento, visando orientação, formação e suporte técnico especializado.

“Dentro de um acolhimento existe os personagens e protagonistas, eles têm um rosto, têm uma história e têm muita esperança. Nós não estamos fazendo mais que a nossa obrigação que é garantir o direito da convivência familiar”, ressalta a presidente da FCAA, Taciana Almeida.

O juiz da 2ª Vara da Infância e Juventude de Araxá, Dimas Ramon Esper, reitera a importância de o programa buscar resultados efetivos para consolidar a convivência familiar. “Receber uma pessoa em acolhimento provisório não significa integrá-lo como filho. Essas crianças têm direitos à convivência familiar, a aprender o que é uma família, o que é o afeto”, relata.

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x