PMA adota medidas sustentáveis na construção de obras públicas

PMA adota medidas sustentáveis na construção de obras públicas

Com o objetivo de implantar um conceito de infraestrutura sustentável em obras públicas e promover a conscientização ambiental em empreendimentos particulares, a Prefeitura de Araxá passou a adotar medidas sustentáveis na construção de novos equipamentos públicos. A Unidade de Pronto Atendimento Municipal (UPA) será a primeira obra inaugurada no município com alternativas de execução que gera economia e reduz impactos ambientais. A UPA foi planejada para aproveitamento da iluminação natural e conforto térmico. A obra também conta com uma cisterna para reaproveitamento de água da chuva.

As medidas visam nortear e difundir atitudes e comportamentos identificados com a responsabilidade ambiental e com o desenvolvimento sustentável integrado. Nas obras de construção da Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Alice Moura e o Centro de Educação Municipal (Cemei) Dom Pixote, que serão implantadas no bairro Vila Silvéria, também foram planejadas com medidas de execução sustentáveis, com o foco nas questões ambientais e a economia de recursos públicos.

O secretário municipal de Obras Públicas e Mobilidade Urbana, Sebastião Donizete de Souza, ressalta que outros projetos públicos também adotaram o mesmo conceito de sustentabilidade. “A UPA foi construída de uma forma que em todos os ambientes terá uma iluminação natural, sem a necessidade de ascender lâmpadas. A mesma coisa acontece em relação ao conforto térmico, onde teremos ambientes confortáveis sem a precisão de utilização de equipamentos de ar-condicionado. Temos também na UPA um sistema onde toda a água do telhado é coletada para ser utilizada, por exemplo, para molhar as plantas e a área gramada”, explica.

Segundo o secretário, o Emei do Alice Moura e o Cemei do Dom Pixote são exemplos de obras já planejadas com foco sustentável. “Nos projetos novos, temos procurado implementar alternativas em prol do meio-ambiente. No Alice Moura já temos buscado a questão de conforto térmico e iluminação natural. Além disso, teremos também o aproveitamento de água da chuva e a utilização de aquecimento de água por energia solar. O Cemei Dom Pixote também é uma outra obra que pretendemos adotar a mesma linha. Os custos de energia elétrica são altos no nosso país. Na medida do possível, utilizar dessas alternativas de execução do projeto é uma forma de reduzir custos e os impactos ambientais.  Sempre discutimos isso com o prefeito Aracely de Paula que enxerga com bons olhos essa iniciativa”, destaca Donizete.

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x