Super banner
Super banner

Prefeitura estuda implantação de programa de amparo ao deficiente em Araxá

Prefeitura estuda implantação de programa de amparo ao deficiente em Araxá

projeto Viver Sem Limites Araxá

Um trabalho conjunto entre as secretarias de desenvolvimento humano, Saúde e Educação está estudando a possibilidade de lançar na cidade um trabalho de amparo ao portador de necessidades especiais em Araxá. A pedra fundamental do projeto Viver Sem Limites foi lançada no início da semana durante a visita do coordenador, Ronaldo Peres do Amaral.

A idéia do projeto é envolver União, Estado e Municípios no sentido de implementar ações práticas voltadas para pessoas portadoras com necessidades especiais. O programa é baseado em quatro eixos principais, educação, acessibilidade, inclusão social e saúde e dentro destas temáticas são realizados projetos de melhorias ao portador.

Segundo Ronaldo, o programa é realizado em nível federal, com o envolvimento de 15 ministérios e nasceu na Secretaria de Direitos Humanos, através da junção de outros programas de inserção da pessoa com deficiência.

O objetivo é prover benefícios de prestação continuada ao excepcional de 0 à 18 anos, além de cobrar adequações arquitetônicas para o portador, desenvolver a acessibilidade pedagógica para o aluno com deficiência, criar de centros de reabilitação além de outros benefícios.

Em outra linha, o Viver Sem Limites, dispõe de uma parceria com o Banco do Brasil, para oferecer linhas de financiamento a juros de meio por cento ao mês para compra de cadeiras de roda até veículos adaptados. No total, a linha contempla cerca de 1200 itens voltados aos portadores de limitação física e outras deficiências.

“É uma ação conjunta entre o Estado de Minas e as prefeituras locais no sentido de melhorar as condições de vida dessas pessoas”, relembrou Ronaldo.

O governo do estado acabou de assinar um convênio entre Secretaria de Desenvolvimento Social os municípios mineiros para a capacitação de profissionais da área de educação e assistência social para formação de gestores do projeto nas cidades. Estes são incumbidos de direcionar trabalhos específicos para cada tipo necessidade. A notícia melhor é que Araxá já está inserida neste contexto e a meta é de que todos os alunos da rede pública sejam contemplados pelo programa.

O Secretário de Desenvolvimento Humano, José Domingos Vaz, confirmou a realização do estudo para a viabilização do projeto na cidade. A princípio serão treinados profissionais das secretarias de Desenvolvimento Humano, Saúde e Educação. Segundo o secretário no mais tardar na próxima semana a prefeitura dará uma posição definitiva sobre como o projeto será implantado na cidade.

Notícias relacionadas