Super banner
Super banner

Projeto de Lei da Prefeitura de Araxá para estruturar associações de reciclagem é aprovada

Projeto de Lei da Prefeitura de Araxá para estruturar associações de reciclagem é aprovada

Em breve associações e cooperativas de reciclagem poderão reestruturar suas atividades para a garantia de desenvolvimento sustentável, proteção do meio ambiente e geração de renda para famílias carentes. Projetos de Lei da Prefeitura de Araxá foram aprovados pela Câmara Municipal, nesta terça-feira (18), que autorizam subvenções sociais para quatro entidades que atuam na coleta de materiais recicláveis na cidade – Foco Ambiental, Reciclara, Cooperare e Dona Beja. Cada uma será contemplada com R$ 166.500,00.

Com o recurso, elas terão condições de viabilizar suas atividades alugando outros espaços até que a Prefeitura de Araxá reforme os galpões de reciclados no Distrito Industrial, atendendo as normas de segurança e certificados pelo Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB). O projeto será sancionado pelo prefeito Robson Magela nesta semana.

Histórico

A falta de estrutura das associações e cooperativas de reciclagem no município tem gerado diversos problemas nos últimos anos. Por falta de apoio, investimentos e conscientização da população, surgiram diversos pontos de depósitos de resíduos na cidade, que já foi referência nacional em coleta seletiva.

O aterro sanitário, inaugurado em 2008, que tratava todo o lixo urbano de maneira ecologicamente correta, se transformou em um grande lixão e teve seu tempo de vida útil reduzido com o acúmulo do volume de lixo produzido.

De acordo com o prefeito Robson Magela, os projetos são resultados dos compromissos assumidos com a população. “Esses quatro projetos iniciam a nossa proposta de governo de preservação do meio ambiente e recursos naturais do nosso município. Essas associações e cooperativas vão ter dignidade para executarem esse importante trabalho de reciclagem, contribuindo com diversos fatores ambientais, além de geração de renda”, afirma o prefeito.

Catadora há vários anos, Reilda Maria, da Foco Ambiental, conta que a ajuda financeira vai ajudar muito na estruturação do serviço e melhorar as condições de trabalho nas associações e cooperativas. “Essa parceria com a Prefeitura é muito importante para nós. Ficamos felizes demais. Estamos vivendo uma vida desumana há anos e isso será o alimento de muitas famílias”, destaca.

Valor total

– Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Araxá (Reciclara) – R$ 166.500,00.

– Associação de Catadores de Papel, Plástico, Metal e Vidro (Foco Ambiental) – R$ 166.500,00.

– Associação Amigos Catadores de Materiais Recicláveis de Araxá (Dona Beja) – R$ 166.500,00.

– Cooperativa de Trabalho dos Produtores de Materiais Recicláveis (Cooperare) – R$ 166.500,00.

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x