Super banner

Projeto Tecendo Amor produz e destina peças de vestuários para instituições filantrópicas de Araxá

Projeto Tecendo Amor produz e destina peças de vestuários para instituições filantrópicas de Araxá

Com o intuito de aquecer não somente o corpo, mas também os corações, o Ateliê de Tecelagem Hermantina Drummond da Fundação Cultural Calmon Barreto (FCCB) realiza, dentro das atividades do projeto Tecendo Amor, a produção de peças de vestuário, que são destinadas a assistidos de instituições filantrópicas de Araxá. 

O trabalho é realizado pelas tecelãs uma vez por semana. Durante três horas, nas tardes de segunda-feira, elas se dedicam exclusivamente a produzir as peças. No tricotar das agulhas vão surgindo gorros e sapatinhos de bebê, meias de lã e cachecóis. 

“A ideia surgiu das próprias tecelãs, que vislumbraram a necessidade de realizar este trabalho. Algumas instituições nos fornecem os materiais e nós produzimos as peças. É uma atividade muito gratificante. Toda ação voluntária sempre traz benefícios, tanto para quem faz quanto para quem recebe. Nos sentimos gratos por essa oportunidade de dedicar um pouco do nosso tempo na produção das peças”, destaca a coordenadora do Ateliê de Tecelagem, Adelina Rezende de Menezes.

Para a presidente da FCCB, Cynthia Verçosa, o projeto reforça a responsabilidade social da instituição junto à comunidade. “O Setor de Tecelagem da fundação tem o objetivo de preservar e resgatar as técnicas do tear com suas referências e traços históricos, mas também visa utilizar deste trabalho e da habilidade das tecelãs para ações em prol da comunidade. São peças que aquecem no frio, dão dignidade às pessoas que não têm condições de comprar ou beneficiam entidades que fazem trabalhos sociais em Araxá”, ressalta.

Acolhendo Árvores

Como parte das ações de reinauguração da sede da Fundação Cultural Calmon Barreto, prevista para o mês de julho, o Ateliê de Tecelagem também desenvolve o projeto Acolhendo Árvores. A iniciativa busca envolver a comunidade de crocheteiros da cidade na produção de peças que irão enfeitar os troncos dos ipês presentes no pátio do local. 

A peça utilizada para o projeto será o ‘Quadrado da Vovó’, em formatos e cores livres. O material será recebido no Setor de Tecelagem da FCCB, que atualmente funciona no Museu Dona Beja (Praça Coronel Adolpho, 98, Centro) até o dia 30 de junho, de terça a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h. No ato da entrega, será assinado um termo de doação do material à fundação.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *