Projetos esportivos da PMA encerram 2018 correspondendo expectativas

Projetos esportivos da PMA encerram 2018 correspondendo expectativas

Encerrando diversos projetos desenvolvidos ao longo do ano na área de esportes, a Prefeitura de Araxá promoveu, no sábado (8), uma manhã de disputas e lazer para dezenas de crianças, integrantes da escolinha de futebol society, coordenado pela Secretaria de Governo, no Centro Esportivo Educacional Pedro Bispo (antigo CSU), e o Bom de Bola, Bom na Escola, da Secretaria Municipal de Esportes.

A confraternização de encerramento contou pais, educadores e familiares. Foram disputados cinco jogos na quadra de futebol society do Centro Esportivo Educacional Pedro Bispo.

O coordenador esportivo Marcelo Araxá destaca que a escolinha resultou grandes conquistas para as crianças.

“Através do esporte estamos fazendo um trabalho social e educacional com integração social das crianças na comunidade. A gente vê a alegria dos garotos que participam da escolinha e a satisfação dos pais reconhecendo o trabalho da prefeitura. Esse apoio foi muito importante para alcançarmos o objetivo traçado para 2018. O ano que vem será ainda melhor.”

Já o projeto Bom de Bola, Bom na Escola, desenvolvido pela Secretaria de Esportes também concluiu o ano com resultado positivo. O secretário de Esportes, Adolfo Mauricio da Silva, comemorou o êxito do projeto que atendeu mais de 120 crianças, de 8 a 16 anos, em dois núcleos, no Estádio Fausto Alvim, recebendo alunos do Cras Abolição, e no Ferrocarril, com os alunos do Cras Francisco Duarte.

“Com a participação efetiva do prefeito Aracely estamos montando o nosso cronograma de atividades para o ano que vem, incluindo novamente o projeto Bom de Bola, Bom na Escola”, revela.

Farlei Alvim Bispo, pintor, pai do garoto Pedro de 7 anos, diz que o projeto é muito bom.

“Meu filho mudou bastante depois que começou a frequentar a escolinha de futebol society aqui no antigo CSU. Ele ficou mais tranquilo em casa e mais disciplinado na escola. Antes não tinha nada para fazer pela manhã, agora está acordando mais cedo e animado para jogar futebol. Quando tem competição nem dorme direito de tanta ansiedade.”

Segundo Erica Cristina Costa, mãe de Luiz Eduardo, de 6 anos, frequentador da escolinha de futebol society há seis meses, as atividades são ótimas para o desenvolvimento do filho. “As crianças recebem muita atenção, não apenas com relação a parte física, mas também quanto ao comportamento.”

E tem pai que quer matricular o filho para o próximo ano. É o caso do taxista Nélio José da Silva, que acompanhou o trabalho desenvolvido este ano. “Vejo que as crianças são bem recebidas, as atividades são planejadas, tem estrutura e boa equipe de trabalho. Quero muito meu filho participando desse projeto e é o desejo dele também”, observa.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *