Super banner
Super banner
Super banner
Super banner
Super banner

Projetos esportivos da PMA encerram 2018 correspondendo expectativas

Projetos esportivos da PMA encerram 2018 correspondendo expectativas

Encerrando diversos projetos desenvolvidos ao longo do ano na área de esportes, a Prefeitura de Araxá promoveu, no sábado (8), uma manhã de disputas e lazer para dezenas de crianças, integrantes da escolinha de futebol society, coordenado pela Secretaria de Governo, no Centro Esportivo Educacional Pedro Bispo (antigo CSU), e o Bom de Bola, Bom na Escola, da Secretaria Municipal de Esportes.

A confraternização de encerramento contou pais, educadores e familiares. Foram disputados cinco jogos na quadra de futebol society do Centro Esportivo Educacional Pedro Bispo.

O coordenador esportivo Marcelo Araxá destaca que a escolinha resultou grandes conquistas para as crianças.

“Através do esporte estamos fazendo um trabalho social e educacional com integração social das crianças na comunidade. A gente vê a alegria dos garotos que participam da escolinha e a satisfação dos pais reconhecendo o trabalho da prefeitura. Esse apoio foi muito importante para alcançarmos o objetivo traçado para 2018. O ano que vem será ainda melhor.”

Já o projeto Bom de Bola, Bom na Escola, desenvolvido pela Secretaria de Esportes também concluiu o ano com resultado positivo. O secretário de Esportes, Adolfo Mauricio da Silva, comemorou o êxito do projeto que atendeu mais de 120 crianças, de 8 a 16 anos, em dois núcleos, no Estádio Fausto Alvim, recebendo alunos do Cras Abolição, e no Ferrocarril, com os alunos do Cras Francisco Duarte.

“Com a participação efetiva do prefeito Aracely estamos montando o nosso cronograma de atividades para o ano que vem, incluindo novamente o projeto Bom de Bola, Bom na Escola”, revela.

Farlei Alvim Bispo, pintor, pai do garoto Pedro de 7 anos, diz que o projeto é muito bom.

“Meu filho mudou bastante depois que começou a frequentar a escolinha de futebol society aqui no antigo CSU. Ele ficou mais tranquilo em casa e mais disciplinado na escola. Antes não tinha nada para fazer pela manhã, agora está acordando mais cedo e animado para jogar futebol. Quando tem competição nem dorme direito de tanta ansiedade.”

Segundo Erica Cristina Costa, mãe de Luiz Eduardo, de 6 anos, frequentador da escolinha de futebol society há seis meses, as atividades são ótimas para o desenvolvimento do filho. “As crianças recebem muita atenção, não apenas com relação a parte física, mas também quanto ao comportamento.”

E tem pai que quer matricular o filho para o próximo ano. É o caso do taxista Nélio José da Silva, que acompanhou o trabalho desenvolvido este ano. “Vejo que as crianças são bem recebidas, as atividades são planejadas, tem estrutura e boa equipe de trabalho. Quero muito meu filho participando desse projeto e é o desejo dele também”, observa.

Notícias relacionadas