Super banner
Super banner

Romeu Zema destaca importância do turismo para dinamizar economia de Minas

Romeu Zema destaca importância do turismo para dinamizar economia de Minas

O governador de Minas, Romeu Zema, participou na manhã desta terça (3), em Belo Horizonte, da abertura da Semana Nacional do Turismo, promovida pelo governo federal. O evento tem como objetivo debater iniciativas para fortalecimento do setor, que movimenta mais de 50 atividades econômicas, emprega direta e indiretamente 7 milhões de brasileiros e representa 8,1% da economia nacional.

Junto do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, Zema falou sobre a vocação de Minas na área, principalmente na gastronomia, e destacou a importância do setor para dinamizar a economia.

“Para mim, é uma satisfação enorme estar aqui presenciando e participando dessa cerimônia louvável, que demonstra que nosso governo federal está com uma postura totalmente proativa no que diz respeito ao turismo. Venho de uma cidade que tem uma conexão relativamente forte com o turismo – Araxá – e, desde criança, sempre senti como essa atividade pode dinamizar a economia, gerar empregos e riqueza”, afirmou.

Em seu discurso, o governador citou algumas das atrações turísticas mineiras e falou da forte atuação da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), que tem se esforçado para divulgar o estado e atrair cada vez mais visitantes.

“Conheci muito bem todas as cidades históricas, muitos dos parques estaduais e nacionais que temos em Minas, os lagos e várias outras atrações, e o que não falta aqui é beleza para ser mostrada. E isso, aliado a uma gastronomia totalmente diferenciada, eu diria que temos a ‘faca e o queijo nas mãos’, basta sabermos explorar melhor, estruturarmos isso e divulgar melhor nosso estado no exterior”, afirmou Romeu Zema, citando o secretário Marcelo Matte, que também esteve presente.

O governador fez ainda uma sugestão ao ministro Marcelo Álvaro Antônio ao defender a implantação, em todo o país, de uma ficha digital da Embratur para desburocratizar a estadia de visitantes nos hotéis brasileiros. “Eu que já me hospedei em centenas ou milhares de hotéis, toda vez que a gente chega em um hotel, tem de preencher uma ficha, que é exatamente a mesma. Vamos tentar simplificar isso e implantar uma ficha digital com os dados dos visitantes. É preciso simplificar e desburocratizar o processo”, sugeriu Romeu Zema.

Ações

Durante a solenidade, foi assinado um memorando de entendimento para duas iniciativas inéditas, em conjunto com a Organização Mundial de Turismo (OMT): o Wakalua e o Programa Nacional de Gastronomia, além do anúncio para restauração do Vapor Benjamin Guimarães, em Pirapora, no Norte de Minas.

No campo da tecnologia, o Hub de inovação da OMT – Wakalua – terá no Brasil sua primeira unidade em solo sul-americano. O objetivo é promover soluções inovadoras para o setor de viagens por meio de startups. O programa lançado em janeiro, em parceria com a Globalia, está presente em mais de 150 países.

Já no segmento gastronômico, o documento prevê uma parceria com o Sebrae e a OMT para utilizar a culinária brasileira como incentivadora e impulsionadora do turismo no Brasil, atraindo visitantes de todas as partes do mundo. A ideia é que o programa seja baseado com o que hoje é realizado no Peru, que mudou a cara do turismo no país e se consolidou como um dos principais destinos turísticos gastronômicos do mundo.

“Este é um momento importante para o país, para Belo Horizonte e para Minas Gerais, onde grandes anúncios foram feitos. O turismo avançou muito no Brasil em 2019, nós conseguimos gerar 6% a mais de empregos que o mesmo período do ano passado, conseguimos ampliar em 14,7% o turismo de negócios, a abertura de capital estrangeiro para as aéreas, a isenção de vistos para quatro países. Portanto, o momento é de celebrar”, finalizou o ministro.

Fonte: Agência Minas

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *