Geração de empregos formais cresce 8,1% no ano em Minas

Geração de empregos formais cresce 8,1% no ano em Minas

Nos nove primeiros meses deste ano foram criados em Minas Gerais 283.267 novos postos de trabalho. Número significa uma expansão de 8,1% em relação ao mesmo período de 2009. O crescimento do número de empregos com carteira assinada foi liderado pelo setor da construção civil, com alta de 16,04%, o que representou a geração de 47.446 novas vagas.

Os dados foram divulgados nesta terça-feira (19), em Brasília (DF), pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), com base no levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Em setembro deste ano, das cinco regiões brasileiras, a Nordeste foi a que mais se destacou na geração de empregos com registro em carteira no período, com 105.897 postos, variação positiva de 1,97%.

Durante o mês de setembro, Minas Gerais registrou um crescimento de 0,22%, o que em números representa 8.448 empregos. O destaque foi a criação de vagas no setor de serviços com 11.503 postos, ou mais 0,84%. Em seguida se destacam o comércio (+8.856 postos), indústria da transformação (+16.081 postos) e construção civil (+5.713 postos).

Já o setor de agropecuária apresentou uma queda, em setembro, de 23.964 no número de empregos, o que representa uma baixa de 7,47%. Já nos primeiros nove meses de 2010, a atividade contabilizou a criação de 29.921 vagas de trabalho, atingindo um desempenho positivo de 11,56%, enquanto nos últimos 12 meses a agropecuária foi responsável por 1.506 novos empregos.

Em setembro, foram gerados no Brasil 246.875 novos empregos com carteira assinada, aponta o Caged. O crescimento de 0,70% levou o país a alcançar a marca de 2.201.406 novos postos de trabalho no ano. Em 12 meses, o número chega a 2.263.865 novos empregos formais, confirmando a retomada do crescimento.

Em 2010, o mercado de trabalho vem mostrando crescimento generalizado em todo o Brasil, com 17 das 27 unidades da federação registrando recorde e outras sete apresentando segundos melhores resultados. O mercado continuará crescendo, alavancado principalmente por setores como comércio e serviços, por conta do período de fim de ano que se aproxima.

Com Agência Minas

Notícias relacionadas