Super banner

Juninho propõe implantação de projeto conservador de água em Araxá

Juninho propõe implantação de projeto conservador de água em Araxá

O vereador Juninho da Farmácia (DEM) destacou em seu pronunciamento na reunião ordinária desta semana a importância de Araxá contar com um projeto conservador de águas para garantir, no futuro, abastecimento com qualidade para a população, além de despertar a conscientização desse recurso que está ficando cada vez mais escasso em nosso planeta.

Em indicação encaminhada à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural, o vereador apresentou o projeto Produtor de Águas desenvolvido pela Agência Nacional de Águas (ANA). A iniciativa prevê a utilização de recursos do Município no pagamento de incentivos aos produtores rurais que se dispuserem a fazer adequação ambiental das propriedades.

 “O desenvolvimento de um projeto conservador em Araxá é fundamental para criação de mecanismos que possibilitem ações voltadas à melhoria da qualidade da água e ampliação de sua oferta como permanência ao longo de todos os meses do ano, preservando nossas nascentes, mananciais e matas ciliares, permitindo um futuro sustentável e ecologicamente correto”, destacou o vereador.

Ele sugere que o projeto seja incentivado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural por meio de convênio junto à ANA, envolvendo parcerias entre entidades como a Cooperativa Agropecuária de Araxá (Capal), Sicoob Crediara, Sindicato Rural, Associação dos Ruralistas do Alto Paranaíba (Arap), Companhia Copasa e demais entidades envolvidas com os setores rurais e ambientais.

Para serem contemplados com o programa, os projetos pleiteados junto à ANA devem obedecer uma série de condicionantes, tais como um sistema de monitoramento de resultados, que visa quantificar os benefícios obtidos com sua implantação; estabelecimento de parcerias; assistência técnica aos produtores rurais participantes; práticas sustentáveis de produção; bacia hidrográfica como unidade de planejamento.

Ele destacou ao plenário uma reportagem veiculada pelo Globo Rural sobre o município de Extrema (confira abaixo), em Minas Gerais, que desenvolve projeto conservador de água desde 2008, sendo pioneira nesta ação no Brasil e uma ótima referência para que o mesmo seja implantado em Araxá. Lá atualmente o projeto conta com a parceria de 150 propriedades, abrangendo área equivalente a 9 mil campos de futebol que desenvolvem soluções para preservação e produção de água, inclusive, merecendo destaque em premiação internacional concedida pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Além de Extrema, diversos outros municípios brasileiros também desenvolvem projetos conservadores – Municípios da Região Metropolitana de Goiânia (capital do Estado de Goiás), Rio Verde (Goiás), Nova Friburgo (Rio de Janeiro), Apucarana (Paraná), Rio Branco (Acre), Ibirapitanga (Bahia), Votuporanga (São Paulo), Joanópolis (São Paulo), Guaratinguetá (São Paulo), Distrito Federal, Camboriú (Santa Catarina), Balneário Camboriú (Santa Catarina), Rio Claro (Rio de Janeiro), Vera Cruz (Rio Grande do Sul), Taquaruçu (Tocantins) e Estado do Espírito Santo.

Notícias relacionadas