Super banner
Super banner

Minas Gerais vai sediar o maior evento mundial da cafeicultura

Minas Gerais vai sediar o maior evento mundial da cafeicultura

Minas Gerais vai sediar o maior evento internacional da cafeicultura em 2013. Atendendo à proposta do grupo mineiro que participa da reunião da Organização Mundial do Café (OIC) em Londres (Inglaterra), Belo Horizonte foi eleita nesta segunda-feira (24) a sede do próximo encontro, que será realizado em setembro do ano que vem. A escolha por unanimidade da capital mineira para sediar a 50ª Reunião da OIC foi feita após a apresentação do secretário de Agricultura de Minas Gerais, Elmiro Nascimento, que mostrou aos membros da organização o potencial do Estado para receber um evento internacional. 

Será a primeira vez que o Brasil irá sediar uma reunião da OIC, que é o principal fórum intergovernamental que trata das questões do café.  Seus membros representam 38 países exportadores e 32 importadores, que respondem por 97% da produção mundial de café e mais de 80% do consumo global do grão.

“A reunião da OIC em Belo Horizonte dará maior projeção aos cafés de Minas e do Brasil”, ressaltou o secretário, que participa da delegação brasileira com o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Minas Gerais (Faemg), Roberto Simões, e representantes do Ministério da Agricultura e Pecuária e Ministério das Relações Exteriores. A organização, mediante a atuação dos representantes governamentais e do setor privado, promove a melhoria da qualidade do café, fomenta a expansão do consumo mundial do grão e coordena projetos de desenvolvimento cafeeiro destinados a agregar valor e aprimorar a comercialização. Além disso, assegura a transparência do mercado, disponibilizando informações objetivas e abrangentes sobre o setor global por meio de dados estatísticos e estudos de mercado.

O Brasil é o maior produtor mundial de café e Minas Gerais o líder da produção nacional. Segundo o secretário, “essa liderança foi conquistada com grandes safras de cafés produzidos de acordo com as exigências dos consumidores internacionais, uma qualidade mantida com a parceria do governo estadual, por intermédio de iniciativas como o Certifica Minas Café, programa de certificação das propriedades desenvolvido pela Secretaria da Agricultura. O objetivo é estimular a busca de cafés de qualidade e de acordo com boas práticas que possam assegurar a sustentabilidade da produção conforme as exigências dos mercados interno e externo”, diz Elmiro Nascimento.

Notícias relacionadas