Prefeito descarta outro convênio com a Fada para este ano

Prefeito descarta outro convênio com a Fada para este ano

A Associação de Assistência à Pessoa com Deficiência de Araxá (Fada) terá que buscar outras parcerias para pagar as dívidas acumuladas neste ano. O prefeito Jeová Moreira da Costa descarta um novo convênio de subvenção social com a entidade.

Segundo o prefeito, a verba já repassada no início do ano era suficiente para que todo o trabalho de 2009 fosse realizado e um novo convênio só será discutido no início de 2010.

A Fada recebeu em março um repasse de R$ 25 mil, divididos em cinco parcelas iguais. Este valor foi 50% menor que a verba destinada em 2008 e, segundo a diretora Administrativa da entidade, Maria da Conceição Aguiar Santos (Cota), não foi suficiente para pagar funcionários e custear despesas de manutenção da instituição.

Cota afirma que o repasse feito pela prefeitura foi insuficiente.  “A demanda é sempre muito crescente e os atendimentos só aumentam. O estacionamento rotativo que é fonte de receita para a entidade está em ampliação, o que determina a reversão da receita, quase total, para essas despesas de ampliação”, diz.

“Tem também os compromissos de final de ano e o décimo terceiro dos agentes do estacionamento que é um valor alto. Tudo isso ocasionou na atual situação financeira em que a Fada se encontra”, acrescenta.

Ela diz que a as dívidas já ultrapassam os R$ 30 mil, o atendimento deve cair pela metade – de 300 para 150 pessoas por dia – e nove funcionários podem ser dispensados.

Jeová afirma que as entidades enxergam na prefeitura a solução para todos os problemas. “Nós estamos ensinando e orientando as pessoas a elaborarem projetos para buscar verbas tanto no governo federal como municipal. A Fada não pode ficar dependendo apenas do governo municipal, porque nós trabalhamos com pouco recurso financeiro. Portanto, temos que estimular as entidades a fazer projetos para buscar outras fontes de renda”, diz o prefeito.

“Um exemplo é a Acia (Associação Comercial, Industrial, Turismo, Serviços e Agronegócios de Araxá) que elaborou um projeto para que Araxá se transforme referência em comemoração natalina e conseguiu uma verba de R$ 700 mil no governo federal e a prefeitura vai colaborar com R$ 200 mil para a programação e outros R$ 200 mil para a iluminação da cidade que tem a parceria da Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais)”, explica.

Jeová fala sobre planejamento de recursos

Notícias relacionadas