Prefeitura e Acia discutem projeto de revitalização do Centro

Prefeitura e Acia discutem projeto de revitalização do Centro

A Associação Comercial, Industrial, de Turismo, Serviços e Agronegócios de Araxá (Acia) promoveu uma reunião com a administração pública para esclarecer algumas dúvidas quanto ao projeto de Revitalização Urbanística e Arquitetônica da Região Central.

Os empresários estiveram reunidos com o prefeito Jeová Moreira da Costa, a secretária municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Parcerias, Alda Sandra Barbosa Marques, o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, João Bosco Borges, e a assessora municipal de Trânsito e Transporte, Viviani Antunes Gomes. O ponto de maior discussão é quanto ao futuro da rua Presidente Olegário Maciel.

A maioria dos comerciantes e lojistas demonstrou o desejo para que seja implantado na via um calçadão com rua reduzida e sem estacionamento no primeiro quarteirão da rua Presidente Olegário Maciel, o que permite a passagem de um único automóvel.

Já a intenção do prefeito Jeová é de um calçadão sem passagens de veículos, somente com área para carga e descarga, mas a decisão será tomada pelos empresários diretamente afetados com a mudança. A administração pública está programando excursões para que comerciantes e lojistas possam conhecer cidades turísticas onde o calçadão permite a passagens de veículos e em municípios que não permite.

Durante o encontro, o prefeito deixou claro que a decisão sobre qual projeto será implantado na rua Presidente Olegário Maciel será dos empresários. “Será uma transformação urbanística importante. Não vamos impor nada, será uma decisão deles, comerciantes. Teremos mais reuniões antes de decidir qual a melhor opção. A discussão deve ser ampla para que a escolha seja a melhor para Araxá. Se, após o projeto implantado, a gente perceber que a escolha não foi a certa, nós poderemos transformar a via em um calçadão sem a passagem de veículos”, afirma o prefeito.

“Uma mudança que pode acontecer naturalmente, sem um custo elevado. Dentro do que for necessário para incentivar o desenvolvimento econômico e turístico, nós vamos adequar o projeto, por isto, é extremamente importante a participação e opinião de todos”, destaca Jeová.

Segundo ele, as enquetes realizadas por veículos de comunicação da cidade demonstram que o desejo da população é contrário aos comerciantes.

“Pela manifestação popular que estamos sentindo, existe uma vontade da maioria das pessoas de não haver fluxo de carros e motos na Olegário Maciel. Por outro lado, os comerciantes têm apontado para a implantação de um projeto que permite a passagem de um veiculo. Nós sabemos que toda mudança requer antes uma preparação, por isto, estamos elaborando um estudo para apresentar aos comerciantes as vantagens econômicas para eles e para a cidade. A decisão será dos empresários, mas queremos que eles assumam esta responsabilidade com a gente”, ressalta o prefeito.

Projeto

De acordo com o projeto do arquiteto Gustavo Penna, o primeiro quarteirão da rua Presidente Olegário Maciel deve ser integrado à avenida Antônio Carlos, excluindo a poluição visual provocada pela fiação dos postes de iluminação e a intensa concentração de veículos.

“A via passa a servir o pedestre, com horários de carga e descarga para os estabelecimentos comerciais. Com o piso em pedra, não haverá diferenciação entre calçada e pista, sendo a circulação do pedestre livre. A fiação subterrânea faz-se fundamental para a qualidade visual do ambiente. Os novos postes atendem somente a iluminação pública que integram um conjunto de mobiliário urbano, formado por bancos e cachepots com árvores. Todo o desenho do mobiliário respeita a paginação do piso, cuja configuração é referenciada nos imóveis da via”, ilustra o arquiteto.

Notícias relacionadas