Problemas com semáforos causam transtorno no trânsito

Problemas com semáforos causam transtorno no trânsito

No trânsito não há espaço para dúvidas. E quando se tratam de pontos mais perigosos, entram em ação os semáforos. As cores universais – o verde, o amarelo e o vermelho – são ao motorista a certeza que ele precisa para prosseguir ou parar. Mas, em Araxá, os sinais de trânsito, principalmente o do cruzamento da avenida Antônio Carlos com a rua Presidente Olegário Maciel, não funcionam corretamente e deixam os motoristas ainda com mais dúvidas.

O trânsito no local já é intenso e os problemas com os semáforos causam tumultos ainda maiores e perigo para condutores e pedestres. Outra reclamação frequente da população sobre o trânsito de Araxá é a quantidade de veículos pesados que trafegam pela região central.

Caminhões de grande porte são proibidos por lei municipal de circular por determinadas vias urbanas. A circulação é permitida somente em horários de carga e descarga, que é das 7h às 9h e das 16h às 18h, mas alguns condutores insistem em descumprir a legislação.

Além de causar transtornos, a circulação de veículos pesados pode gerar rachaduras em patrimônios históricos, como é o caso da Igreja Matriz de São Domingos que está sendo reformada.

De acordo com a assessora municipal de Trânsito e Transporte, Viviani Antunes Gomes, os semáforos de Araxá são muito antigos.

“O sinal de trânsito do cruzamento da avenida Antônio Carlos com a rua Presidente Olegário Maciel apresentou alguns problemas com relação aos cabos que estavam muito antigos. Já fizemos uma requisição e vamos adquirir novos cabos para solucionar o problema. Essa situação acontece em outros pontos da cidade e também estamos nos planejando para as substituições”, afirma

“Além disso, estamos com a previsão para implantação de um projeto piloto que vai instalar um novo semáforo no cruzamento da rua Mariano de Ávila com a Olegário Maciel dentro de dois meses. Esse projeto servirá como base para outros cruzamentos com grande fluxo de veículos”, acrescenta a assessora.

Segundo ela, a grande circulação de veículos pesados na região central tem causado alguns problemas.

“Temos percebido que a movimentação de cargas no Centro tem criado transtornos para os veículos que transitam no horário destinado à carga e descarga. Temos a intenção de começar um trabalho no sentido de disciplinar a utilização das vagas para movimento de cargas. Uma outra alternativa que estamos buscando para solucionar o problema está sendo estudada dentro do projeto de revitalização do Centro, já que a avenida Antônio Carlos e a rua Olegário Maciel são vias onde o movimento de cargas é intenso”, explica.

Viviani afirma que os problemas no trânsito são consequência do aumento do número de veículos na cidade. “Em função da grande quantidade de veículos que temos atualmente no município, tivemos um aumento no número de acidentes e o surgimento de alguns outros problemas de circulação. Por isso estamos trabalhando constantemente a questão da educação no trânsito. É preciso que cada um assuma o seu papel com responsabilidade. Só assim vamos reduzir o número de acidentes.”

Notícias relacionadas