Ações contra o coronavírus são debatidas na Câmara Municipal de Araxá

Ações contra o coronavírus são debatidas na Câmara Municipal de Araxá

A Câmara Municipal promoveu, nesta terça-feira (2), por solicitação dos vereadores Raphael Rios e Robson Magela, uma reunião com a secretária de Saúde, Diane Dutra, para esclarecer dúvidas referentes às ações de enfrentamento à pandemia do coronavírus em Araxá. A reunião foi transmitida ao vivo à população pelas redes sociais e imprensa, e está disponível pelo link https://www.youtube.com/watch?v=sR0ZW0mRA6w (1:02:20 até 2:50:25).

Raphael e Robson abriram a reunião destacando a importância do trabalho de prevenção e combate à Covid-19 e, assim como todos os vereadores, fizeram considerações sobre o trabalho desempenhado pela secretária Diane Dutra e equipe, e apresentaram questionamentos, alguns particulares e outros por contatos com a população.

Sobre a pandemia, Diane, que também coordena o Comitê de Enfrentamento à Covid-19, relatou que cada tomada de decisão é embasada por normativas do Estado e do Ministério da Saúde, deliberação do comitê sobre demandas apresentadas e de definição de regras por resoluções e decretos.

Confira as principais questões respondidas pela secretária.

Demandas que serão avaliadas e reavaliadas

– Novas estratégias de uso dos canais oficiais de comunicação da Prefeitura de Araxá para informar a população sobre todas as medidas adotadas ao enfrentamento da pandemia, considerando, além das redes sociais já existentes, a criação de aplicativos, coletivas on-line de imprensa e simplificação da linguagem para exemplificar os termos técnicos de normativas definidas via decretos.

– Funcionamento de mototáxis, que até o momento continua suspenso, pois, segundo Diane Dutra, é uma atividade que proporciona o contato muito próximo entre as pessoas.

– Reabertura de igrejas e academias, pois segundo Diane Dutra, essas atividades até o momento não foram liberadas por causa de estudos técnicos e científicos que as apontam como de potencial contágio por causa da aglomeração de pessoas.

– Ampliação de horários de funcionamento do comércio e de bares e restaurantes.

– Funcionamento do transporte público coletivo, pois, segundo a secretária, este serviço tem enfrentado dificuldades para controlar o fluxo de usuários.

– Reforço na fiscalização em supermercados e espaços públicos de lazer e atividades físicas, onde tem se identificado grande aglomeração de pessoas.

– Melhoria no sistema de telefonia para disponbilizar orientações à população.

Informações sobre testes rápidos, pessoas que testaram positivo e protocolos

– Até o momento 80% dos casos positivos de Covid-19 são de pessoas sem comorbidades, cumprem monitoramento e são orientadas a evitar contato com pessoas que se enquadrem nos grupos de risco.

– Há uma equipe específica para acompanhar o monitoramento e passar as orientações.

– Os testes rápidos são priorizados para profissionais de saúde e de segurança pública, pessoas que apresentem síndromes gripais e as que tiveram contato com infectados, seguindo protocolos do Estado e do Ministério da Saúde com tratamentos direcionados aos sintomas apresentados. Não há até agora medicamento ou vacina específica para tratamento da Covid-19.

– A Secretaria Municipal de Saúde tem em seu estoque neste momento 3 mil testes rápidos. Já foram realizados pouco mais de 1 mil testes rápidos na cidade pela Secretaria de Saúde, além de outros 900 exames PCR. Alguns lotes de testes rápidos foram doados pela Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM).

– Empresas também têm realizado testes rápidos em seus funcionários e repassado os resultados à Secretaria Municipal de Saúde.

– Laboratórios particulares também estão realizando exames e testes rápidos na cidade.

Estrutura hospitalar, investimentos de equipamentos e materiais

– Até o momento foram provisionados pouco mais de R$ 10 milhões para o enfrentamento à Covid-19 em Araxá, segundo estudo apresentado pelo vereador Raphael Rios, sendo cerca de R$ 7 milhões deste valor para contratação de leitos de UTI e enfermaria na Santa Casa de Misericórdia. Até o momento são 15 leitos de UTI e 74 de enfermaria (clínicas médicas).

– Dependendo dos índices de contágio, Araxá está apta a disponibilizar até 100 leitos de UTI, considerando os quatro hospitais existentes na cidade.

– Foi identificado alto custo para aquisição de máscaras de proteção. Diane relatou que há uma grande dificuldade por causa da disparidade de preços de materiais, principalmente máscaras, e houve a necessidade de adquiri-las devido à urgência em iniciar os atendimentos de coronavírus.

– A Prefeitura de Araxá está viabilizando nove aparelhos respiradores.

Há subnotificações?

– Diane Dutra relatou que não há subnotificações de casos positivos em Araxá. Foi montada uma estrutura abrangente com equipes de monitoramento, orientação e atendimento,  com controle de todos os dados coletados e divulgado diariamente (segunda a sexta) no Boletim Epidemiológico.

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x