Araxá cria Lei de Incentivo à Inovação e Tecnologia

Araxá cria Lei de Incentivo à Inovação e Tecnologia

Um dos maiores polos do agronegócio do país e com uma das maiores empresas de mineração e tecnologia do mundo. Araxá deu um passo importante para a implantação do seu Parque Tecnológico. Um projeto que vai garantir o crescimento de empresas e tornar a cidade ainda mais atrativa para novos investidores. A proposta, criada pela Prefeitura de Araxá e aprovada recentemente pela Câmara Municipal, estabelece medidas de incentivo às atividades científicas, tecnológicas e de inovação realizadas por entidades públicas e privadas no município.

O projeto prevê a criação de um Laboratório da Inovação, espaço criado para desenvolver a inovação de forma a experimentar e impulsionar soluções inteligentes para os problemas do município; Incubadora de Empresas, que vai estimular e apoiar a criação e o desenvolvimento de empresas inovadoras; o Centro de Inovação que vai oferecer um conjunto de mecanismo e serviços de suporte ao processo de inovação; o Hub de Inovação, um espaço que facilitará a criação de projetos inovadores e tecnológicos e os conecta a comunidade; e o Parque Tecnológico, um complexo planejado de desenvolvimento empresarial e tecnológico.

A lei também prevê a criação de outras duas estruturas. O Conselho Municipal de Tecnologia e Inovação que terá caráter deliberativo e será responsável por formular, propor, avaliar e fiscalizar as ações e políticas públicas de promoção da inovação para o desenvolvimento do município. E o Fundo de Tecnologia e Inovação que terá por objetivo a aplicação de recursos na implementação de planos, programas e projetos que fomentem à ciência, inovação, tecnologia e empreendedorismo.

De acordo com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo, Juliano Cesar da Silva, a lei visa promover o desenvolvimento econômico, social e ambiental e a melhoria dos serviços públicos municipais de forma específica. “Pela primeira vez, o município passa a ter de fato uma estrutura administrativa dentro da secretaria para fomentar projetos de inovação, além de uma legislação que vai regulamentar e direcionar esses programas e ações que serão desenvolvidos. Um passo muito importante para a cidade, um pontapé inicial para a implantação do nosso tão sonhado Parque Tecnológico.”

Segundo Juliano, a instalação da Desaer em Araxá, empresa fabricante de aeronaves, é um dos exemplos que a Lei de Inovação e Tecnologia pode atrair para a cidade. “Estamos falando de tecnologia e inovação. E nada melhor para ilustrar todo o planejamento que temos construído para Araxá é a instalação da Desaer. Um empreendimento que deve investir mais de US$ 100 milhões e gerar mais de 1 mil empregos diretos e indiretos na cidade. Isso sem falar que somos a maior produtora de nióbio do mundo e um dos maiores polos do agronegócio do país”, destaca o secretário.

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x