Super banner
Super banner

Araxá é contemplada por iniciativa de Alfabetização do governo federal

Araxá é contemplada por iniciativa de Alfabetização do governo federal

Foto: Caio Aureliano

Da RedaçãoA Prefeitura Municipal de Araxá, por meio da Secretaria de Educação, promoveu solenidade nesta quarta-feira, 10, à noite, que marcou abertura do Pacto pela Alfabetização na Idade Certa. A iniciativa é do Ministério da Educação que significa um compromisso assumido pelos governos federais, do Distrito Federal, dos estados e municípios de assegurar que todas as crianças estejam alfabetizadas até os oito anos de idade, ao final do 3º ano do ensino fundamental.

De acordo com o Pacto, aos oito anos de idade, as crianças precisam ter a compreensão do funcionamento do sistema de escrita, o domínio das correspondências grafofônicas (letras e fonemas), mesmo que dominem poucas convenções ortográficas irregulares e poucas regularidades que exijam conhecimentos morfológicos mais complexos, a fluência de leitura e o domínio de estratégias de compreensão e de produção de textos escritos.

Em Araxá, cerca de 100 professoras dos 1°, 2° e 3° ano do Ensino Fundamental vão passar por esse Pacto. As participantes já estão cadastradas no Sispacto com link hospedado no site pacto.mec.gov.br. “Nós estamos lançando o Pacto pela Alfabetização na Idade Certa. Temos certeza que esse programa será sucesso em Araxá e acontecerá durante todo o ano de 2013 abordando a Língua Portuguesa e em 2014, a Matemática. Esse Pacto é do governo federal e é a primeira vez que vai acontecer”, diz a secretária municipal de Educação, Maria Célia Araújo Oliveira.

A secretária explica que as professoras vão receber aulas pela Formação Continuada (que privilegie as atividades práticas). “As atividades são realizadas um sábado por mês. Elas receberão aulas durante oito horas e receberão material, por sinal, riquíssimo, e também audiovisuais que elas estudem em casa. É um grande ganho para a educação de um modo geral”.

A coordenadora do Pacto em Araxá, Sueli Aparecida Ramos da Silva, afirma que as aulas terão ações didáticas, de planejamento e avaliação focando na Formação Continuada. “Elas (professoras) vão passar por uma capacitação de dois anos, são 120 horas em cada ano para que tenha condições de aplicar toda a metodologia, os recursos didáticos que o MEC está investindo encaminhando para as unidades de ensino de livro didático, de literatura, de jogos e tecnologia”, explica a educadora.

O primeiro encontro já está marcado para o próximo dia 20 das 7h às 15h, com horário de almoço estabelecido a partir das 11h. O Governo Federal cede uma bolsa mensal, que significa um incentivo à nível de país para todos os professores participantes. “Desde que eles cumpram a frequência mínima que é exigida, que eles realizem as atividades, coloquem em prática e tenham um bom desempenho”, aborda a educadora de Araxá.

“A gente sabe que tem muito professor novato. Temos professores que precisam e sentem a necessidade de está sendo capacitado, a ideia é que, paralelo a essa capacitação, ela vai aplicar as atividades que fizerem parte da Formação Continuada e, sala de aula, retomar, voltar, planejar junto, assim, é questão da prática, da ação e da reflexão”, salienta a coordenadora.

Notícias relacionadas