Super banner
Super banner

Araxá exigirá regras rígidas para retomada opcional de aulas presenciais

Araxá exigirá regras rígidas para retomada opcional de aulas presenciais

A Secretaria Municipal de Educação de Araxá finalizou o plano de retomada opcional de aulas presenciais escalonadas na cidade. Escolas municipais, conveniadas e particulares terão uma série de regras obrigatórias rígidas para o retorno das atividades escolares de forma híbrida (presencial e remoto). As medidas têm como objetivo reduzir as possibilidades de contágio do coronavírus no ambiente escolar e garantir maior segurança aos servidores, professores, pais e alunos.

O documento não prevê uma data específica para retorno, mas, de acordo com a decisão do Comitê de Enfrentamento à Covid-19, escolas particulares deverão retornar no dia 1º de junho e as municipais e conveniadas no dia 1º de julho.

Porém, a confirmação das datas para retorno das atividades híbridas vai depender da situação do avanço da doença no município. Até a última sexta-feira (14), Araxá registrava 105% de leitos de UTI ocupados (uma unidade de tratamento intensivo extra foi montada para atender a demanda emergencial), e 128 casos confirmados nas últimas 24 horas.

O protocolo com regras para retorno das atividades presenciais de forma híbrida representa o esforço de toda a comunidade escolar para possibilitar que as instituições de ensino tenham melhores condições de enfrentar os desafios impostos pela pandemia.

“Nosso documento contém mais de 50 páginas e foi projetado para servir como uma ferramenta norteadora, de caráter flexível, podendo ser adaptado e atualizado conforme as novas normativas expedidas pelos órgãos de saúde pública nacional, estadual e municipal”, destaca a secretária de Educação, Zulma Moreira.

Cada unidade escolar também deverá providenciar a criação da Comissão Escolar de Gerenciamento da Pandemia, composta por representantes de professores, supervisores, técnicos de secretaria, auxiliares de apoio, alunos ou pais.

“Também desenvolvemos uma Rede Proteção e Grupos de Apoio composta por instituições de diversas áreas (educação, saúde, segurança, assistência social, dentre outras) no sentido de combater a violência contra a criança e adolescente, bem como garantir os seus direitos. Além disso, vamos dar continuidade às entregas do kit merenda para beneficiar todos os alunos da nossa rede pública de ensino”, ressalta Zulma.

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
2 Comentários
Novos
Antigos Mais votados
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
2
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x