Super banner
Super banner

Araxaenses voltam às ruas para manifestar pela Casa do Caminho

Araxaenses voltam às ruas para manifestar pela Casa do Caminho

Foto: Caio Aureliano - Diário de Araxá

DA REDAÇÃO/CAIO AURELIANO Araxaenses tiveram nas ruas neste sábado (6) para reivindicar do poder público uma solução para a Casa do Caminho. O hospital desativou os leitos de clínica médica e cirúrgica por falta financeiro do executivo. O movimento começou nas redes sociais.

A manifestação que começou em frente a Igreja Matriz de São Domingos reuniu cerca de 40 pessoas. Com gritos de “Vem pra rua” e “Casa do Caminho”, os manifestantes passaram pela avenida Antônio Carlos e pelo calçadão da Rua Presidente Olegário Maciel chamando a atenção da população.

“A manifestação não é somente pela Casa do Caminho, mas também pela saúde em geral. Nós tivemos aqui em Araxá em 2009 do Centro de Atendimento a Mulher (CAM), do Centro de Atendimento a Criança (CAC), não podemos ter memória e a indignação das entidades sociais, depois fechou o SOS, e agora fechar a parte mais importante da Casa do Caminho o atendimento pelo SUS (Sistema Único de Saúde). São setecentas pessoas que estão sem atendimento”, diz a jornalista Maria Regina Silva, que participou da manifestação.

Segundo Salete Maria Lara, comerciante, o manifesto é por uma causa justa. “É um hospital que o Tadeu começou em uma casinha de barro que a tem até hoje. Eu estou vendo que as verbas que são de direito e está querendo fechar o hospital. Isso não pode acontecer”, comenta Salete.

A manifestação ocorreu com apoio da Polícia Militar.

Notícias relacionadas