Copa Brasil de BMX contou com o apoio da prefeitura

Copa Brasil de BMX contou com o apoio da prefeitura

A pista de bicicross no bairro Dona Beja recebeu 203 atletas no fim de semana pela 1ª etapa da Copa Brasil de BMX. A Prefeitura de Araxá teve participação no campeonato que reuniu competidores de 76 cidades de nove Estados, disputando 44 categorias.

O secretário de Esportes, Edinho Souza, destacou que com a sensibilização do prefeito Aracely de Paula foram empenhados todos os esforços para promover a competição. A Secretaria de Serviços Urbanos deu toda a manutenção na pista; a Secretaria de Saúde forneceu ambulância e enfermeiro; a de Esportes ajudou na logística e em todo o andamento para promover a Copa do Brasil pela primeira vez em Araxá.

O organizador da competição, Juliano Maikon, reforçou que a participação da prefeitura foi fundamental para a realização do campeonato. A pista foi ampliada atendendo as normas da Federação e está compatível para receber provas oficiais. Já promoveram campeonatos locais, regionais, estaduais e hoje com a modificação, temos uma pista internacional. Destaca que Araxá sediou a abertura do calendário, os atletas buscaram pontos para pleitearem bolsa atleta, disputar olimpíada, pontuar no ranking nacional e estadual.

“Estou realizando um sonho. Ajudei a idealizar essa pista, são 17 anos envolvido com o BMX. Com o resultado do evento esperamos receber homologação da pista para promover campeonatos internacionais em 2020.”

O coordenador da Confederação Brasileira de Ciclismo, Kleber Santos, ressaltou a importância de um evento numa cidade que já tem tradição no ciclismo e possui uma bela pista, bastante estruturada como é o caso de Araxá. “Esta é a abertura da Copa do Brasil, serão 5 etapas por todo o Brasil selecionando os melhores. É uma etapa muito importante, agradecemos a todos pelo apoio.”

A atleta Gabriela Kruze, é de Novo Novo Hamburgo (RS) e competiu pela elite. Tem 46 anos de idade e buscou pontos do ranking nacional para a bolsa atleta. “Eu não conhecia Araxá, espero que o evento seja grandioso e que eu consiga uma boa colocação.”

A competição recebeu atletas de várias idades, entre eles Olympio Bernardes Ferreira Neto, que compete pela categoria cruiser 50+. Ele tem 75 anos e mora em Araraquara. Conta que é hexacampeão paulista, campeão brasileiro, campeão argentino e terminou em 3º lugar no mundial. São 479 troféus e centenas de medalhas.

“Sou um garoto no meio de muitos garotos. É muito importante competir, você ganha elasticidade, velocidade e rapidez de raciocínio. Tudo nos seu corpo tem que funcionar ao mesmo tempo, você tem que tomar as decisões, pedalar ver o que vai fazer, tem que ser super ágil, é muito bom.”

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *