Curso de prestação de contas para secretários e servidores públicos

Curso de prestação de contas para secretários e servidores públicos

A Administração Municipal trouxe para Araxá o 67° Ciclo de Estudos em Administração Pública – Teoria e Prática –, um curso com o tema “Encerramento do Exercício para a Correta Prestação de Contas – Vanguarda, Teoria e Prática”. Essa iniciativa promovida pela Prefeitura Municipal de Araxá, através da Libertas Auditores e Consultores, reuniu cerca de 60 participantes entre secretários, assessores e servidores, na última semana no auditório do gabinete do Centro Administrativo. A empresa prestou consultoria para a atual gestão desde o momento de transição, em novembro de 2014, quando Aracely voltou a ser prefeito de Araxá.

Ele prestigiou a abertura dos trabalhos, ao lado da secretária municipal de Governo, Lucimary Ávila, que contou com os discursos do prefeito, do auditor da Libertas, Miguel Augusto Barbosa Dianese, e do secretário de Fazenda, Planejamento e Gestão, Fernandes Cândido de Barros. A palestra sobre “Planejamento Integrado – Encerramento do Exercício 2018” relatou como as Prefeituras devem encerrar o ano vigente em meio ao cenário desolador de crise financeira provocado pelo não repasse de verbas do atual governo do Estado aos municípios. Em Araxá, a dívida já está em R$ 38.462.087,23. “O encerramento do exercício não começa por agora. É um empenho de ações do ano todo em prol da saúde financeira do município”, revela o secretário Fernandes.

A professora Lucy Fátima de Assis Freitas, Mestre em Contabilidade e Controladoria Aplicada ao Setor Público, proferiu a palestra já realizada em outros municípios, sobre matérias financeiras, organizacionais, orçamentárias e melhores práticas de governança. Para ela, os municípios terão menos problemas nas prestações de contas, caso siga as orientações propostas no curso.  “Esses procedimentos visam um encerramento do exercício anual, adequação de fontes de recursos, prestação de contas de limites constitucionais como saúde e educação, então, todas aquelas questões que impactam a regularidade da conta pública são observadas nas orientações. A recepção por parte dos servidores e secretários foi muito satisfatória em relação ao curso. O município se destaca com o equilíbrio das contas que estão em dia”, comenta.

Miguel Augusto Barbosa Dianese, auditor da empresa Libertas, observa que Araxá tem realizado as boas práticas de governança. “Araxá e um  outro cliente, o município de Extrema, são dois pontos totalmente fora da curva frente a essa realidade horrenda que as finanças públicas estão passando. Os pilares das boas práticas de governança se referem a seguir a lei, ser escravo da lei, entender que só há democracia quando estamos em conformidade com a lei. Os demais pontos são a transparência e a sustentabilidade de um governo”, destaca o auditor.

Para o prefeito Aracely, a atual Administração Municipal entende o contexto financeiro que passa o país, mas todas as ações são pautadas na responsabilidade de contribuir com o desenvolvimento de um povo. “Somos participantes desse processo. Peço que a prestação de contas seja realmente o reflexo daquilo que fazemos e mostramos”, conclui o prefeito.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *