Super banner
Super banner

Juiz recomenda fechamento do Parque do Cristo

Juiz recomenda fechamento do Parque do Cristo

Fotos: Leonardo Eustáquio

A Justiça recomendou à Prefeitura Municipal de Araxá, através da portaria 001/2014, o fechamento do Parque do Cristo, que já foi uma das atrações turísticas da cidade. A recomendação é para que a Administração Municipal feche e mantenha fechado e vigiado o local. A portaria dá a possibilidade de manter o Parque do Cristo aberto, desde que seja mantida segurança no local que impeça quaisquer eventos sem autorização governamental por lá, bem como a utilização ou venda de bebidas alcoólicas e que seja impedida através de vigilância ostensiva a utilização das dependências internas do parque para o uso ou tráfico de drogas.

A portaria é assinada pelo juiz Dr. Cláudio Brasileiro, que está substituindo o Dr. Renato Zupo, que está de férias, nas Varas Criminal e da Infância e Juventude da Comarca de Araxá. Foi o Dr. Renato que teve a ideia dessa portaria. De acordo com o documento datado do último 7 deste mês, o Parque do Cristo está sendo palco de um enorme número de eventos clandestinos realizados por adolescentes, com intenso consumo de bebidas alcoólicas e drogas ilícitas. Nenhum desses eventos contou com a autorização judicial para ingresso e permanência de menores de 18 anos e nem autorização do município e Corpo de Bombeiros ou notificação da Polícia Militar.

A portaria determina que a Prefeitura de Araxá, na pessoa do prefeito Jeová, e a Polícia Militar sejam notificadas sobre a recomendação da Justiça. Na cópia da portaria judicial enviada a imprensa estão anexadas fotos de uma rede social que mostram eventos realizados recentemente por adolescentes no Parque do Cristo. São imagens de menores de idade consumindo bebidas em eventos de rock.

Fotos: Reprodução Facebook/Divulgação Justiça

Até um bebê aparece no meio da bagunça. Uma das imagens mostra um anúncio colocado no Facebook de um evento de rock marcado para acontecer no Parque do Cristo nos dias 1º e 2 de março. Certamente, agora, esse evento não vai ser realizado.

Caso o prefeito Jeová resolva não seguir a recomendação das Varas Criminal e da Infância e Juventude da Comarca de Araxá, o Ministério Público será comunicado da omissão do município para que tome as medidas cabíveis, que poderá ser uma ação de improbidade administrativa contra o chefe do Executivo.

Blog do Germano Afonso 

Notícias relacionadas