Super banner
Super banner

Marco Antonio Rios cobra investimentos em segurança pública

Marco Antonio Rios cobra investimentos em segurança pública

Marco Antonio Rios durante pronunciamento nesta terça (28) - Foto: Jorge Mourão

Da Redação/Jorge Mourão – O vereador Marco Antonio Rios (PSDB) cobrou da Prefeitura de Araxá mais investimentos em segurança pública, durante pronunciamento na tribuna da Câmara na reunião ordinária desta terça-feira (28). Segundo ele, a população está com enorme sensação de insegurança por causa do aumento da criminalidade na cidade nos últimos anos.

Ele reivindicou a instalação dos portais de entrada da cidade e da implantação do programa Olho Vivo – monitoramento e registro de imagens por câmeras de segurança – na região central da cidade. De acordo com o tucano, esses dois projetos fazem parte de um plano de 23 metas de segurança a serem cumpridas em Araxá definidas em 2008, após trabalho de segmentos organizados em conjunto com o então recém-criado Conselho Comunitário de Segurança Pública (Consep).

“Só para se ter uma ideia, desde 2009 o prefeito não repassou nenhum centavo ao Consep, ou seja, um único centavo para desenvolver a instalação do Olho Vivo. Temos assistido uma interiorização da violência muito grande e a cada dia crescente em nosso município. Há poucos dias, infelizmente, assistimos a violenta morte do nosso amigo Tulinho (Maneira), já esta semana tivemos vários assaltos à mão armada em postos de gasolina, não há segurança”, diz.

“A cidade que tem instalado um sistema de controle, de filmagem e registro, oferece sensação de segurança e facilidade na elucidação dos crimes, facilitaria muito para complementar o trabalho da polícia. Além disso, o criminoso se intimida, é claro, ele não vai cometer crime nessa situação, se cometer será preso. Isso é fundamental e um exemplo que deve ser seguido afora, todas as grandes cidades têm buscado essas câmeras. As próprias empresas de grande e pequeno porte estão instalando esse sistema para garantir segurança aos funcionários”, acrescenta.

Para Marco Antônio Rios, o município tem recursos de sobra equipar a região central e as entradas da cidade com sistema de segurança. “Nesses últimos três na a Câmara assegurou mais de R$ 2 milhões para a segurança pública, isso sem contar que nesse período foram mais de R$ 100 milhões captados por excesso de arrecadação”, diz.

“Para se ter uma ideia, até o final de fevereiro a Asttran (Assessoria Municipal de Trânsito e Transportes) já empenhou mais de R$ 2,45 milhões apenas para pagamento das empresas que instalaram os radares eletrônicos e sinalização horizontal. Somente no segundo mês (do ano) estourou em mais de R$ 800 mil um orçamento indicado em R$ 1,6 milhão, ou seja, não é por falta de recursos, é questão de vontade política e priorizar a segurança pública”, acrescenta.

Reivindicação ao Estado

Em recente entrevista ao Jornal Araxá, o presidente do Consep, Valter José das Neves, anunciou que o programa Olho Vivo será instalado em Araxá nos próximos seis meses, com apoio do deputado Bosco junto ao governo do Estado.

De acordo com ele, uma empresa de Belo Horizonte foi contratada para atualizar o projeto lançado em 2008. Valter diz que além da região central, há possibilidade de o sistema abranger bairros com alto índice de criminalidade.

Notícias relacionadas