Super banner
Super banner
Super banner
Super banner
Super banner

Novo Fusion 2013 chega em dezembro

Novo Fusion 2013 chega em dezembro

Novo Fusion 2013 - Divulgação

Via Auto Esporte – A Ford anunciou o lançamento da nova geração do Fusion no Brasil. O sedã está sendo apresentado à imprensa em Los Angeles, nos Estados Unidos, mas poderá ser visto de perto durante o Salão do Automóvel, que abre as portas no próximo 24 de outubro, em São Paulo. A pré-venda se inicia logo após o fim da mostra e o primeiro lote, de 400 unidades, chega em dezembro.

A princípio, apenas a versão topo de linha, Titanium 2.0 AWD (tração integral), será trazida por R$ 112.900. As demais configurações, Duratec 2.5 flex, Titanium FWD e Hybrid, serão oferecidas só a partir de março. Todas serão importadas do México, onde o modelo é fabricado para abastecer também o mercado norte-americano.

Novo Fusion 2013 - Divulgação

Completamente renovado, o Fusion teve seu design criado na sede da marca, em Detroit, e traz como grande destaque a nova geração de motores Ecoboost para o Brasil. Sob o capô, das versões mais completa, virá o 2.0 Ecoboost, capaz de render até 240 cv a 5.500 rpm. O torque é de 34,7 kgfm entre 1.750 e 4.000 rpm. De acordo com a Ford, o propulsor é até 15% mais econômico que o antecessor 3.0 V6, que rendia 243 cv.

O visual segue o atual padrão da Ford conhecido como Kinetic, já visto em modelos como New Fiesta e novo EcoSport. O desenho é inspirado no conceito Evos e a versão final foi revelada esse ano no Salão de Detroit. O novo Fusion tem 4,87 m de comprimento e 1,91 m de largura. A distância entre-eixos é de 2,85 m.

Novo Fusion 2013 - Divulgação

O novo Fusion passa a ser um projeto global e exatamente a mesma versão do Mondeo, oferecida na Europa. Ao todo, será oferecido em 160 países. “Cogitamos mudar o nome na América ou na Europa, mas são dois nomes conhecidos e isso exigiria um investimento milionário em marketing”, garante o gerente geral de Marketing da Ford, Oswaldo Ramos.

Segundo ele, o modelo terá uma disputa intensa entre os sedãs do mesmo tamanho e também alguns utilitários esportivos. “Vamos brigar com clientes que tenham sedãs alemães de entrada e até pequenos utilitários esportivos. Queremos a garagem do consumidor que tem cerca de R$ 100 mil”, conclui.

Notícias relacionadas