Raphael Rios questiona cumprimento do piso salarial de agentes de saúde

Raphael Rios questiona cumprimento do piso salarial de agentes de saúde

O vereador Raphael Rios abriu seu pronunciamento na tribuna, nesta terça-feira (12), cobrando posicionamento da Prefeitura de Araxá quanto ao cumprimento do reajuste do piso salarial dos agentes comunitários de saúde (ACS) e agentes de combate às endemias (ACE).

A medida provisória (MP), aprovada pelo Congresso em julho de 2018, estabelece que os agentes devem receber R$ 1.250 a partir de 2019, R$ 1.400 a partir de 2020 e R$ 1.550 a partir de 2021.

Os agentes também demandam o fornecimento de protetores solar e equipamentos que previnam exposição ao sol e otimizem o serviço prestado, pois o trabalho deles é visitar residências regularmente para orientar e fazer encaminhamentos para unidades de saúde, além de promover ações junto à comunidade com informações, prevenção e controle sobre doenças.

Raphael defendeu a importância do reajuste, pois trata-se de investir em orientação, controle e prevenção, que são fundamentais para melhor efetividade da atenção primária.
O vereador apresentou indicação, também assinada pelos vereadores José Valdez (Ceará da Padaria) e Robson Magela, à Secretaria Municipal Saúde para que encaminhe posicionamento quanto às demandas solicitadas.

Além da indicação, o vereador também acompanha a situação do piso junto à Procuradoria-Geral do Município e Secretaria Municipal de Fazenda e Planejamento.

Araxá perde muitos postos de trabalho formais

Raphael Rios também comentou sobre a grande perda de empregos formais em Araxá no ano de 2018. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, que resultam da diferença entre o número de admissões e de demissões, Araxá fechou 2018 com a perda de 890 postos de trabalho.

Essa triste estatística deixou Araxá como a cidade que menos pontuou no ranking estadual de empregos. A queda em Araxá, de acordo com publicação do jornal Hoje em Dia (BH), está relacionada, principalmente, à atividade mineradora. Mas outros setores também apresentaram fechamento de vagas.

“É mais um indicativo de que o município precisa fortalecer ações para diversificar a economia, atrair empresas e novos investimentos. Quando divulgo as vagas de emprego abertas na cidade é com o objetivo de ajudar quem busca uma recolocação no mercado. As coisas não estão fáceis. Quando recebo um retorno de quem passou por um processo seletivo e reconquistou um trabalho, vejo que esse serviço de utilidade pública não é em vão”, relatou o vereador.

Raphael reforçou que tem participado de reuniões com empresas junto com o vereador Robson Magela solicitando para que seja priorizada a contratação de mão de obra local, principalmente na prestação de serviço às mineradoras instaladas em Araxá.

Demais ações

– Projeto de Lei que declara como Utilidade Pública a Associação Aquecendo Vidas – Grupo de Apoio à Adoção e à Convivência Familiar e Comunitária de Araxá.

– Moção de Congratulação e Reconhecimento à Escola Estadual Padre João Botelho, pela implantação do Parque Ecológico que se destaca pela reutilização de pneus velhos em diversos setores de sua unidade, como parquinho, estacionamento privativo, gramado e outros.

– Requerimento à Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig) para que sejam demarcadas vagas de estacionamento prioritário (deficientes, idosos, gestantes e mães com crianças de colo até dois anos) no Complexo Hidromineral do Barreiro.

– Indicação à Secretaria Municipal de Serviços Urbanos para recapeamento de e instalação de bueiros em vias públicas do bairro Guilhermina Vieira Chaer.

– Indicação à Secretaria Municipal de Segurança Urbana e Cidadania solicitando estudo de viabilidade para instalação de redutor de velocidade na rua Donato Pinheiro dos Santos, altura do n° 126 (paralela ao Shopping Boulevard Garden).

– Indicação à Secretaria Municipal de Segurança Urbana e Cidadania solicitando estudo de viabilidade para instalação de redutor de velocidade na avenida Prefeito Aracely de Paula, nas proximidades do Parque de Exposições Agenor Lemos.

Raphael Rios questiona cumprimento do piso salarial de agentes de saúde 1 Raphael Rios questiona cumprimento do piso salarial de agentes de saúde 2 Raphael Rios questiona cumprimento do piso salarial de agentes de saúde 3 Raphael Rios questiona cumprimento do piso salarial de agentes de saúde 4

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *