Sábado é o Dia D da campanha de multivacinação de crianças e adolescentes

Sábado é o Dia D da campanha de multivacinação de crianças e adolescentes

No próximo sábado (16) será realizado o Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação, quando postos de saúde estarão abertos em todo o país. Crianças e adolescentes menores de 15 anos estão convocados para comparecer aos postos e atualizar a caderneta de vacinação.

Todas as salas de vacinação de Araxá e o Programa Saúde da Família (PSF) dos bairros Abolição e Pão de Açúcar disponibilizarão as doses de rotina das 8 às 17h. A vacinação se estende até 22 de setembro nos pontos de vacinação: Unicentro, Uninorte, Unisul, Unileste, Unioeste, Uninordeste e Unisa.

A enfermeira coordenadora do setor de Imunologia da Secretaria de Saúde, Marcela Mesquita, afirma que não há uma meta estabelecida para a campanha que visa colocar os cartões de vacina em dia. “Serão analisados os cartões de vacina de todos os indivíduos que procurarem as salas de vacina e postos de saúde. Serão vacinados somente aqueles que precisarem que o cartão seja colocado em dia. Portanto, todos adolescentes que vacinarão contra meningite C, HPV, antitetânica, hepatite B; e também as crianças, que são todas vacinas previstas no calendário desde que esteja em atraso ou faltosa com alguma vacina”, diz a coordenadora.

De acordo com o ministério, de janeiro a agosto deste ano, foram enviadas a todas as unidades da Federação 143,9 milhões de doses de vacinas de rotina. Para a campanha, foram enviadas 14,8 milhões de doses extras.

A meta é resgatar todas as crianças e adolescentes não vacinados e, com isso, iniciar ou completar os esquemas de imunização. Segundo o ministério, 53% não estão com a vacinação em dia.

Menor cobertura

Em 2016, o Brasil registrou a menor cobertura vacinal dos últimos 10 anos, segundo a coordenadora-geral do Programa Nacional de Imunizações, Carla Domingues. “Não podemos dizer que temos uma tendência, mas é preocupante e por isso queremos reverter essa situação. O objetivo da campanha é resgatar os não vacinados para que esse dado de 2016 não se repita em 2017”, disse.

O Ministério alerta que muitas doenças que foram erradicadas no Brasil ou mesmo controladas ainda não estão eliminadas e podem representar risco para não vacinados. “A população começa a achar que a vacina é desnecessária e não é verdade. Estamos vendo o surto de sarampo nos países desenvolvidos, por exemplo, e se não mantivermos elevada a cobertura vacinal, voltaremos a ter essas doenças circulando no mundo”, disse Carla, explicando que o fluxo de turismo e comércio no mundo globalizado facilita a circulação de doenças entre os países.

Segundo o Ministério da Saúde, em 2017, foram registradas mortes por sarampo em países como Alemanha, Portugal, Itália, França, Bulgária e Romênia. Na Venezuela também houve casos de sarampo e mortes por difteria.

Confira o endereço e telefone de contato dos sete pontos de vacinação

  • Unicentro: Avenida Dâmaso Drumond, 275. Bairro Vila Guimarães. Contato: 3691-7024
  • Uninorte: Rua Lázaro de Vaz de São Paulo, 105. Bairro Urciano Lemos. Contato: 3691-7141
  • Unisul: Avenida Aracely de Paula, 4050. Bairro Vila Silvéria. Contato: 3691-7142 ou 3664-4078
  • Unileste: Avenida Cassiano de Paula Nascimento, 290. Bairro: Santo Antônio. Contato: 3691-7103 ou 3664-7139
  • Unioeste: Avenida Professora Auxiliadora Paiva, 255. Bairro Serra Morena. Contato: 3664-8858
  • Uninordeste: Avenida Pedro de Paula Lemos, 1110. Bairro Ana Antônia. Contato: 3664-8781
  • Unisa: Travessa Piauí, 35. Bairro São Geraldo. Contato: 3691-7003

Notícias relacionadas

Inscreva-se
Me avise:
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Mostrar todos os comentários
0
Deixe seu comentário para essa notícia!x