Super banner
Super banner

Câmara aprova a criação da Frente Parlamentar de Apoio ao Cooperativismo

Câmara aprova a criação da Frente Parlamentar de Apoio ao Cooperativismo

Vereador Juninho com representantes da Capal e Coind - Foto: Jorge Mourão

A Câmara Municipal de Araxá aprovou, por unanimidade, um projeto de resolução que cria a Frente Parlamentar de Apoio ao Cooperativismo (Frencoop). A bancada até o momento é formada por 14 vereadores (apenas Roberto do Sindicato não aderiu) que terão atuação unificada em função de interesses das doutrinas cooperativistas, independentemente do partido político a que pertençam.

A Frencoop Araxá será a primeira Frente Parlamentar Municipal em defesa ao cooperativismo em Minas Gerais. O objetivo é apoiar, incentivar e fomentar o cooperativismo no município, resgatando os valores da solidariedade, confiança e ajuda mútua, promovendo o desenvolvimento sustentável pela cooperação e o associativismo, seguindo os princípios gerais do cooperativismo. A Frente Parlamentar entrará em vigor na data de sua publicação.

De acordo com a resolução, as ações da Frente Parlamentar de Apoio ao Cooperativismo se desenvolverão por meio de ações conjuntas com o Sistema Ocemg/Sescoop-MG – Organização das Cooperativas do Estado de Minas Gerais -, em consonância com a Frencoop instalada na Assembleia Legislativa de Minas e com a Frencoop Nacional. A adesão dos vereadores foi mediante documento por eles subscrito ao parlamentar fundador da Frencoop Araxá, o vereador Juninho da Farmácia (DEM), que é cooperado Capal e Sicoob Crediara.

Os vereadores da Frencoop Araxá atuarão no desenvolvimento de ações institucionais, quando necessário, de forma a aperfeiçoar e complementar a legislação municipal que envolva matéria de interesse do cooperativismo; apoio e agilização de projetos inovadores e criativos, capazes de propiciar o desenvolvimento socioeconômico, resultante de parcerias entre o poder público e as cooperativas; apoio e divulgação dos princípios e objetivos da Frencoop nos âmbitos federal, estadual e municipal.

Fundador

O vereador Juninho (DEM) afirma que o cooperativismo é o caminho do sucesso na economia atual e no futuro. “Nós vimos, acompanhamos e participamos do crescimento da Capal e da Sicoob Crediara nos últimos anos, e nós, vereadores, temos que dar força para o desenvolvimento do cooperativismo na região para que essa economia cresça cada vez mais. Por isso, propomos a criação da Frente Parlamentar de Apoio ao Cooperativismo, a primeira municipal em Minas Gerais”, destaca.

“Hoje, somos 15 vereadores na Câmara Municipal e 14 vão fazer parte da bancada de defesa ao cooperativismo, independentemente do partido que pertencem. Tenho certeza que as cooperativas estarão bem assistidas na nossa cidade com a criação da Frencoop Araxá”, acrescenta.

De acordo com o vereador, a Frente Parlamentar não só receberá os projetos do Executivo como também pode propor leis em defesa ao cooperativismo. “Projetos em defesa e apoio ao cooperativismo serão prioridades na Câmara Municipal. Os 14 vereadores da Frencoop sabem da importância do cooperativismo na economia araxaense e da necessidade de fomentar projetos baseados nas doutrinas cooperativistas. Não temos só a Capal e a Sicoob Crediara em Araxá, temos outras cooperativas importantes na nossa cidade, como por exemplo, a Cooperativa de Consumo do Servidor Público (Cosprema) que tem se organizado para alcançar um crescimento desejado pelo funcionalismo público.

Capal

O presidente da Capal, Alberto Adhemar do Valle Júnior, destaca que o cooperativismo ganha muito com a criação da Frencoop Araxá. “Hoje, temos cerca de 10 mil associados a cooperativas no nosso município. Quando levamos em consideração a quantidade de famílias envolvidas direta ou indiretamente ao cooperativismo, percebemos que quase 30% dos araxaenses tem ligação com o setor. A Capal, Sicoob Crediara, Coind, Cooperar, Coocrez, Unicred, Unimed, Cotral, Cosprema, são algumas das cooperativas implantadas nosso município. Quantas pessoas não são diretamente afetas pelo trabalho dessas cooperativas?”, relata.

“Uma Frente Parlamentar Municipal, a primeira (municipal) no Estado, é motivo de orgulho para nossa cidade. É a mudança na política que sempre defendemos, aonde os agentes políticos são apartidários e trabalham em defesa de uma bandeira ou setor, no caso da Frencoop Araxá, o cooperativismo. Ter o poder público aliado às causas cooperativistas significa gerar um ganho enorme para a economia da cidade e também para o desenvolvimento social do nosso município, pois um dos sete princípios cooperativistas é a preocupação com a comunidade local”, ressalta Alberto Júnior.

Segundo o presidente da Capal, a Frencoop Araxá e a Lei da Política Municipal de Fomento ao Cooperativismo são ferramentas políticas que poderão proporcionar mudanças sociais, econômicas e culturais significativas.

“Agora podemos propor projetos voltados fomento e desenvolvimento do sistema cooperativista na nossa cidade; estimular a forma cooperativista de organização social, econômica e cultural nos diversos ramos de atuação; estimular e propor inclusão do estudo do cooperativismo nas escolas, visando estimular o empreendedorismo e explorando as potencialidades e os recursos naturais e culturais do município. Implantar cada vez mais a cultura da cooperação, esse é o nosso grande desafio”, ressalta Alberto Júnior.

Política Municipal de Fomento ao Cooperativismo

O vereador Juninho da Farmácia também é o autor da lei que criou a Política Municipal de Fomento ao Cooperativismo, em vigor desde abril. A legislação consiste no conjunto de diretrizes e normas voltadas para o incentivo à atividade cooperativista e o desenvolvimento no município. Para os efeitos da legislação, são consideradas sociedades cooperativas aquelas regularmente registradas na Organização das Cooperativas Brasileiras, nos termos da Legislação Federal e Estadual pertinente e nos Órgãos Fazendários Federal, Estadual e Municipal.

Notícias relacionadas