Comerciantes são orientados pelo 37º BPM para evitarem assaltos e furtos

Comerciantes são orientados pelo 37º BPM para evitarem assaltos e furtos

O Serviço de Inteligência do 37° Batalhão de Polícia Militar (BPM) se reuniu na manhã hoje (30) com comerciantes no auditório da Associação Comercial, Industrial, de Turismo, Serviços e Agronegócios de Araxá (Acia) para uma consultoria em segurança pública. Eles foram orientados sobre a autoproteção no comércio, visando coibir assaltos e furtos. Como a identidade dos policiais do Setor de Inteligência deve ser preservada, o encontro não foi fotografado.

“Nosso objetivo é passar dicas de segurança aos estabelecimentos comerciais para que eles possam se autoproteger e, dessa forma, contribuir para a própria segurança dos proprietários e dos clientes de maneira geral”, destaca o tenente Alexandre Santos.

Segundo o tenente, os crimes mais comuns que devem ser coibidos no comércio são assaltos e furtos. “A Polícia Militar atua primeiramente na prevenção, e essa prevenção tem melhor efeito quando as pessoas, que potencialmente podem se tornar vítimas, também tomam medidas para se resguardarem da ação dos infratores”, diz.

Ele afirma que um dos projetos que têm dado bastante resultado é o Identidade, lançado em 2009, que coloca em prática a lei municipal 5.118, que proíbe a entrada de pessoas com o uso de capacete ou outro objeto que dificulte a sua identificação em estabelecimentos comerciais, de serviços de qualquer ramo bancário e repartições públicas.

Segundo o Código de Postura do município, o comerciante que não afixar a placa de uso proibido de capacete é multado e o cidadão que descumprir a lei irá responder por crime contra o Código Penal.

“A pessoa que entra em estabelecimentos usando capacete, muitas vezes, mesmo com a utilização de câmeras, não é identificada. Por isso, com a identificação fica mais fácil coibir a ação dessas pessoas”, destaca o tenente.

Notícias relacionadas