Delegados de Araxá aderem a paralisação estadual

Delegados de Araxá aderem a paralisação estadual

Todos os delegados da Polícia Civil de Araxá participam de uma paralisação nesta quarta-feira. A mobilização acontece em todo o estado e terminas às 18h. Segundo o Sindicato dos Delegados de Polícia Civil do Estado de Minas Gerais (Sindepominas), vários serviços não serão prestados hoje.

Não haverá atendimento, despacho, emissão de documentos, oitivas de pessoas outra atividade específica do delegado.  Em Araxá, os delegados só realizaram serviços em casos mais graves e emergenciais. 

Segundo o delegado, Waldemar Antônio Tassara Júnior, a categoria reivindica valorização salarial. “Estamos tentando mostrar a população a importância do nosso serviço, com essa paralisação, e demonstrar que não existe hierarquia entre Poder Judiciário, Ministério Público e Defensoria Pública. Entretanto, financeiramente, essas carreiras recebem muito mais que o dobro que o delegado de polícia”, afirma.

De acordo com a categoria, os salários dos mil delegados de Minas estão entre os três mais baixos do país.

“A constituição de Minas já traz a carreira de delegado como carreira jurídica. Assim como os defensores, magistrados e Ministério Público, nós queremos essa valorização também e esse respeito do Estado com os delegados que têm uma função tão importante dentro da investigação, apuração, lavraturas de flagrantes e que repercutem diretamente na sociedade”, acrescenta.  

Waldemar afirma que esse é o início do movimento para que a classe apresente as reivindicações ao Governo. “Caso nossa proposta não seja aceita, no decorrer do ano o Sindicato dará novas orientações para a intensificação do movimento”, finaliza. A paralisação será encerrada nesta quarta às 18h.   

Notícias relacionadas