Envolvimento de adolescentes com o tráfico cresce mais de 200%

Envolvimento de adolescentes com o tráfico cresce mais de 200%

O número de adolescentes envolvidos com o tráfico de drogas em Araxá cresceu 210% em menos de dois anos. Em 2007, 10 deles foram apreendidos pelo ato infracional contra 31 até agosto deste ano. Para a promotora curadora da Infância e Juventude, Mara Lúcia Silva Dourado, Araxá necessita de políticas públicas voltadas para a reeducação desses adolescentes e um trabalho junto às famílias.

Segundo a promotora, a polícia também precisa se fortalecer para conseguir atuar bem no combate às drogas, além de medidas para a reeducação dos jovens infratores. “Nós precisamos de políticas de segurança pública forte, uma polícia forte, atuante e estruturada, que tenha condição de atender todas as ocorrências. Precisamos depois de medidas socioeducativas que as sansões a estes adolescentes sejam bem aplicadas, de modo a reeducá-los, envolvendo a família neste trabalho”.

Para a promotora, os números podem refletir que as medidas adotadas até hoje não estariam surtindo um efeito à contenta.

“É um número que preocupa sim. Quando você analisa ano a ano o crescimento, nos preocupa porque as medidas até hoje aplicadas não estariam surtindo efeito, então por isso que preocupa. Ainda que fosse um adolescente envolvido com droga, já seria motivo suficiente para uma grande preocupação”, afirma.

Necessidade de um Caps AD

Segundo Mara Dourado, Araxá necessita urgentemente de um Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas (Caps AD), um serviço especializado em saúde mental que atende pessoas com problemas decorrentes do uso ou abuso de álcool e outras drogas em diferentes níveis de cuidado, que é a porta de entrada do paciente dependente de álcool e drogas no Sistema Único de Saúde (SUS).

“Nós temos um número muito grande de adolescentes usuários – dependentes químicos – e que já estão praticando tráfico. Famílias que têm usuários de álcool, de drogas e que, por isso vem abandonar e negligenciar os cuidados com os filhos. Esse atendimento especializado na área de saúde é extremamente importante e urgente”, diz.

Notícias relacionadas