Fosfertil mantém ritmo acelerado de investimentos e encerra 2008 com bons lucros

Fosfertil mantém ritmo acelerado de investimentos e encerra 2008 com bons lucros

Os resultados da Fosfertil em 2008 refletiram o acompanhamento dos preços internacionais dos fertilizantes, derivados da forte valorização do petróleo e das commodities. Como o Brasil importa parte representativa desses insumos, suas cotações são determinadas pelo mercado internacional.

Maior fornecedora brasileira de matérias-primas para fertilizantes, a companhia registrou em 2008 um faturamento bruto de R$ 3,7 bilhões, 39% superior ao apurado no ano anterior (R$ 2,7 bilhões).

O lucro líquido consolidado foi de R$ 773 milhões, 74% acima do valor de 2007 (R$ 444 milhões), pela captura dos acréscimos dos preços dos produtos, somado às reduções de custos e melhorias de processo e tecnológicas obtidas no exercício.

O Ebtida (Resultados Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortizações foi de R$ 1,5 bilhão, praticamente o dobro do valor do ano anterior (R$ 730 milhões) e correspondente a 42,5% sobre a receita líquida.

Em 2008, as ações preferenciais da Fosfertil estiveram em negociação em todos os pregões da Bovespa, alcançando a média diária de 309 negócios realizados e 260 mil ações preferenciais negociadas, apresentando um crescimento comparativo ao ano de 2007, respectivamente, de 443% no número de negócios e de 214% em número de ações negociadas.

 O desempenho acumulado das ações preferencias da Fosfertil foi 9% superior ao Ibovespa durante o ano de 2008.

Passado o impacto inicial da crise financeira, a Fosfertil acredita que o agronegócio brasileiro manterá sua trajetória de crescimento. Por isso, mantém o desenvolvimento e execução de seus projetos de expansão industrial e de abertura de novas áreas de mineração.

Investir em ampliação é o caminho para o Brasil reduzir a dependência do abastecimento de fontes internacionais de matérias-primas para fertilizantes, pois hoje o consumo dos principais nutrientes (NPK – nitrogênio, fósforo e potássio) é suprido em cerca de 70% por importações.

Produção

A produção total da Fosfertil, cuja atividade é voltada para suprir a demanda de matérias-primas nitrogenadas e fosfatadas para fertilizantes, atingiu em 2008 11,3 milhões de toneladas de produtos, com uma redução de 7% em relação a 2007.

Os volumes menores de produção, quando comparados ao ano anterior, deveram-se a paradas técnicas para modernização nas unidades de Araucária (PR), Uberaba (MG) e Catalão (GO), além de uma greve no complexo paranaense. Ainda assim, foram registrados recordes de produção total de rocha, em Tapira (MG); de rocha remoída, em Patos de Minas (MG); e de amônia, em Piaçaguera (SP).

Vendas

As vendas da Fosfertil foram impactadas pela queda registrada pelo mercado brasileiro de fertilizantes, principalmente nos três últimos meses do ano. Foram comercializadas pela companhia 2,8 milhões de toneladas (-24,1% em relação a 2007), dos quais 1.194 mil toneladas de fertilizantes fosfatados de alta concentração, 560 mil de fertilizantes fosfatados de baixa concentração e 474 mil toneladas de fertilizantes nitrogenados.

Investimentos

Mesmo diante das novas condições econômicas e cenários previstos para 2009, a Fosfertil acredita estar em posição segura para manter os investimentos necessários para suportar seu crescimento e aproveitar as oportunidades de participação no crescente mercado agrícola.

Notícias relacionadas