Super banner
Super banner

Minas recebe US$ 660 mil para projetos estratégicos

Minas recebe US$ 660 mil para projetos estratégicos

Minas Gerais vai receber US$ 660 mil da Agência para o Comércio e Desenvolvimento dos Estados Unidos (USTDA), em financiamento de estudos e projetos do Estado. O termo de cooperação técnica foi assinado nesta sexta-feira (19) pelo governador Aécio Neves, o embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Clifford Sobel, e o diretor da USTDA, Larry Walther, em solenidade no Palácio da Liberdade.

Os recursos, que serão liberados a fundo perdido pela agência, vão ser aplicados em dois importantes projetos estratégicos que estão sendo desenvolvidos pelo governo mineiro. Do montante total, US$ 425 mil serão destinados à implantação de um Data Center para o Estado, no âmbito do projeto estruturador “Centro Administrativo”. A outra parte – US$ 241 mil – será usada na revisão do Proaero, programa de adequação, ampliação e melhoria na malha aeroportuária de Minas Gerais.

“Hoje a USTDA nos dá o privilégio de participar conosco de dois programas extremamente estratégicos. Minas se prepara para estabelecer um novo conceito de administração pública também do ponto de vista de logística. Já temos feito isso do ponto de vista dos conceitos novos de gestão transparente, de metas, de governo por resultados, que tem permitido ao Estado alavancar o seu crescimento de forma muito sólida”, afirmou Aécio Neves, em seu pronunciamento.

USTDA (U.S. Trade and Development Agency) é uma agência de fomento do governo federal norte-americano, que tem por objetivo fornecer apoio econômico ao planejamento de projetos de infra-estrutura na América Latina e outras regiões do mundo. Sua missão principal é financiar, a fundo perdido, estudos de viabilidade (“feasibility studies”) em projetos nos setores de energia, transportes, telecomunicações, meio ambiente, entre outros.

Data Center

O novo data center permitirá a reestruturação de sistemas como Siaf, Siad, Siap, a rodagem da folha de pagamento dos servidores, dentre outros, possibilitando o aprofundamento de medidas voltadas para o redesenho de processos, aproveitando a mudança física dos órgãos para o Centro Administrativo, que está em construção na região Norte de Belo Horizonte.

“A consolidação de um data center permitirá uma segurança maior nas informações, racionalização também maior do banco de dados e, sobretudo, celeridade de comunicação entre as várias áreas de governo. É algo que nós estamos buscando e é novo para nós. E um desses convênios que assinamos nos permitirá desenhar esse data center com o que existe de mais moderno, de mais atual, não apenas no Brasil, mas no mundo, para que não tenhamos apenas a mudança física da administração, mas que possa haver também mudança de qualidade na prestação do serviço público”, afirmou o governador.

O convênio prevê que o sistema poderá ser implantado por meio de Parceria Público-Privada (PPP), ou também como o conceito de Centro de Serviços Compartilhados (CSC), ou outros arranjos contratuais. A vigência do acordo terá início na data de sua assinatura, estimando a conclusão dos estudos relacionados para até 31 de agosto de 2009.

Proaero

A exemplo da avaliação feita no projeto do data center, o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Transportes e Obras Públicas (Setop), verificou a possibilidade de se valer do apoio da USTDA para estudar a revisão do Proaero. Por meio dos estudos a serem contratados com o apoio financeiro da USTDA, serão revisados os diagnósticos até então realizados pelo Governo de Minas Gerais, de forma a obter subsídios para a continuidade do programa em seus diversos aspectos.

Por meio do Proaero, o Estado está investindo na ampliação, modernização e revitalização dos 151 aeroportos públicos de Minas, sendo 45 com pistas pavimentadas e balizamento diurno, 25 com pistas pavimentadas e de uso noturno e 81 sem pista pavimentada.

“Esse convênio terá também uma enorme importância, porque nos permitirá redesenhar esse processo de investimentos, que já se iniciou, para que ele seja feito de forma mais racional e trazendo melhores resultados para o Estado”, afirmou Aécio Neves.

A meta do Governo de Minas é revitalizar os 151 aeroportos e construir mais 9 aeroportos, até 2011. Com a conclusão do programa, a Rede Aeroportuária Estadual será composta por 163 aeroportos, sendo 37 pavimentados operando visuais diurnos, 69 pavimentados com balizamento noturno operando 24 horas e 56 não pavimentados operando diurno.

Notícias relacionadas