Polícia Civil recupera objetos roubados durante assassinato de dentista

Polícia Civil recupera objetos roubados durante assassinato de dentista

A Polícia Civil recuperou duas TVs, duas alianças de casamento e um cordão de ouro que foram roubados da casa do dentista assassinado na noite de 28 de abril passado (terça-feira), Renato Pereira Goulart, além de dois isqueiros que estavam entre os produtos comprados com o cartão de crédito da vítima numa loja de conveniência na avenida Imbiara. Os objetos foram apresentados na sede da 43ª Delegacia Regional de Polícia Civil, durante coletiva com a imprensa na tarde desta sexta-feira (8).

Bruno Tarcísio Costa de Souza, 24 anos, e Marcos Túlio Carvalho Júnior, 23, confessaram a participação no crime e são acusados por latrocínio, que é matar para roubar (pena de 20 a 30 anos de prisão).

Os materiais apreendidos foram apresentados pelo delegados Luiz Antônio da Costa (Crimes Contra a Pessoa) e Sandro Montanha de Souza Negrão (Crimes Contra o Patrimônio) e pelo detetive Paulo Verçosa.

As TVs estavam com o irmão de Marcos Túlio, que foi localizado e se prontificou a entregá-las à polícia. O cordão de ouro foi vendido para uma joalheria local e as alianças estavam de posse de um receptador.

Com a recuperação dos materiais, a Polícia Civil diz que o caso do assassinato do dentista está concluído.

Notícias relacionadas