Prefeito anuncia ações em Audiência Pública na Câmara Municipal

Prefeito anuncia ações em Audiência Pública na Câmara Municipal

O prefeito Aracely de Paula e a vice-prefeita e secretária municipal de Saúde, Lídia Jordão, participaram de uma audiência pública na Câmara Municipal de Araxá, na tarde desta quarta-feira (22). Na pauta, a construção do futuro Pronto Atendimento Municipal (PAM) e as ações de combate à proliferação da dengue.

Futuro PAM

Aracely destacou informações referentes à construção do novo PAM, com investimentos da ordem de R$ 4,5 milhões para a obra e equipamentos, por meio de parceria público-privada junto à Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM), além de recursos da ordem de R$ 6 milhões para investimentos no setor de saúde assegurados no Orçamento-Geral da União quando então deputado federal.

O prefeito ressaltou ainda que já está em curso o processo de desapropriação da área onde será o novo PAM, na avenida João Paulo II. A estrutura física da nova unidade será de Nível 3, conforme projeto do Ministério da Saúde, com capacidade de atendimento para acima de 200 mil habitantes.

“Vamos construir uma grande obra, que será um orgulho da toda a nossa população, e muito mais que um orgulho, apresentará um grande avanço no nosso sistema de atendimento às pessoas mais necessitadas e àqueles que, durante muitos anos, não tinham uma porta para bater, um local para chegar, alguém para buscar no seu sofrimento através da doença. Acho que é uma grande conquista de Araxá, e nós temos uma alegria muito grande em trazer tudo isso ao conhecimento da nossa população”, destaca o prefeito.

“Nos levantamentos feitos, até pela população de Araxá, nós teríamos condições de pleitear a (unidade) de Nível 2, mas resolvemos batalhar para conseguirmos a maior (Nível 3). Nós não podemos trabalhar pensando no dia de hoje ou no próximo ano, temos que pensar em termos um futuro. Estamos trabalhando para uma comunidade de 170 mil pessoas (Araxá e região). Então, nós vamos aproveitar essa oportunidade para darmos ao Araxá de hoje o Araxá que virá depois, no atendimento muito mais avançado, mais presente, através dessa unidade”, ressalta Aracely.

Segundo o prefeito, resolvido todos os trâmites burocráticos, a obra do novo PAM será iniciada imediatamente, com previsão de um ano para ser concluída.

Ações contra a proliferação da dengue

A vice-prefeita e secretária de Saúde, Lídia Jordão, apresentou durante a audiência todas as ações realizadas contra a proliferação da dengue. Ela destacou que todos os agentes de endemias, Setores de Vigilância, Unidades de Saúde estão trabalhando atentamente em todos os setores da cidade para evitar o avanço de casos confirmados da doença no município.

Lídia exibiu ao plenário importantes ações como reuniões de trabalho realizadas com as equipes da Secretaria Municipal de Saúde e com parceiros como o Ministério Público, Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável de Araxá (IPDSA) e imprensa.

Além disso, a vice-prefeita e secretária reforçou as intensas campanhas institucionais veiculadas na mídia para levar informação junto à população para somar com o Poder Público nas ações de combate, principalmente na limpeza de lotes sujos, tratamentos de piscinas e outros locais ou objetos que concentram água parada. O Município conta ainda com apoio de veículo fumacê que está percorrendo todos os setores da cidade.

Até o momento, o Município tem 256 casos confirmados de dengue, nenhum deles resultou em óbitos, e outros 200 registros foram negativos. Todos os levantamentos estão sendo monitorados com muita responsabilidade.

“Todos os casos confirmados estão em processo de tratamento e sem nenhum agravamento maior. Esses números significam que estamos com controle da situação, as notificações precisam ser realizadas e a pessoa com sintomas,  deve procurar uma Unidade Básica de Saúde mais próxima para que receba o tratamento necessário, com os exames em tempo real”, afirma Lídia.

“Paralelo a isso, nós temos que cuidar. Estarmos conscientes de mantermos nossos imóveis limpos, a vizinhança também colaborar com as ações, para evitarmos a proliferação do mosquito da dengue”, reforça a vice-prefeita e secretária de Saúde.

Os sintomas da dengue são forte dor de cabeça, dor atrás dos olhos, perda do paladar e apetite, manchas na pele semelhante ao sarampo, náuseas e vômitos, tonturas, extremo cansaço, moleza e dor no corpo e dores intensas nos ossos e articulações.

A melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de água parada, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerante, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d’água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

Notícias relacionadas