Suspeito de matar Ana Clara tem prisão temporária decretada

Suspeito de matar Ana Clara tem prisão temporária decretada

Da Redação – A Justiça decretou a prisão temporária, de 30 dias, de um homem de 69 anos suspeito de ter matado a menina Ana Clara Cunha da Mata. Ele tem passagens por tráfico de drogas e corrupção de menores. Os trabalhos de investigação da Polícia Civil continuam levantando provas que possam esclarecer o crime que chocou a cidade.

De acordo do o delegado regional Heli Andrade, uma série de indícios fizeram a Polícia Civil pedir a prisão temporária do acusado.

“Alguns elementos nos forçaram e indicaram que deveríamos pedir essa prisão temporária, até porque quando ele foi encontrado estava com o tanque do carro cheio em direção à região de Uberlândia”, diz.

O delegado ainda destaca que o acusado também levava combustível no porta-malas do veículo. “Ele dizia que ia alugar uma chácara, mas não sabe que chácara e nem o local dela”, afirma.

O suspeito também foi visto por volta de 5h da manhã lavando roupas sujas de sangue em um posto de gasolina, fato que ocorreu na madrugada de quinta para sexta-feira (19).

“Ele foi visto em várias oportunidades próximo à casa da Ana Clara, chegou a comentar com um cidadão que na porta da escola tinha umas meninas muito bonitas e novinhas. Então são vários os fatores que nos levaram a tomar essa atitude”, destaca Heli Andrade.

A perícia da Polícia Civil coletou materiais da vítima e do suspeito que serão analisados em Belo Horizonte. “Esses objetos estão sendo levados para Belo Horizonte e estamos aguardando o resultado o mais rápido possível. Embora ele esteja com a prisão temporária de 30 dias decretada, essa prisão pode ser convertida para preventiva ou pode ser finalizada antes mesmo deste prazo, bastando chegar os materiais de prova”, afirma.

O local onde o acusado vai permanecer preso ainda não foi definido.

Notícias relacionadas