Aluno araxaense da Escola Sesc de Ensino Médio conquista vaga para estudar nos Estados Unidos

Aluno araxaense da Escola Sesc de Ensino Médio conquista vaga para estudar nos Estados Unidos

Me chamo Gabriel Ferreira Dutra, nasci em Araxá, MG.

Sempre estudei em escola pública; cursei o primário na Escola Estadual Delfim Moreira, de onde saí para cursar o colegial na Escola Vasco Santos.

Meu interesse pela leitura e escrita levaram ao meu ingresso como membro fundador da Academia AJULE (Academia Araxaense Juvenil de Letras), onde tive a oportunidade de ampliar meu repertório sociocultural e meu conhecimento em literatura.

Conheci a Escola Sesc de Ensino Médio por meio dos meus pais. Quanto mais eu pesquisava sobre a instituição, mais animado e ansioso ficava. Então decidi me inscrever para o processo admissional.  “Essa escola vai mudar o rumo da minha vida” – pensei.

Após muito estudo e dedicação realizei a prova e fui classificado para entrevista. Os ânimos estavam à flor da pele e eu não conseguia parar de pensar no resultado.  Foi ai que recebi a notícia: Descobri que não havia sido aprovado.

A tristeza foi grande e a decepção maior ainda. Mas me conformei e procurei seguir em frente e tentar encontrar novos caminhos.

Foi aí que, para minha surpresa, meus pais receberam uma ligação do Sesc dizendo que eu havia sido selecionado na 2° chamada. Não reagi. Era bom demais para ser verdade.

A ficha só caiu quando recebi a correspondência da escola com minha carta de aprovação. Não pude me conter de alegria. Meu sonho se tornara realidade…

Ingressei na escola com 15 anos, longe de casa, da família e dos amigos. A adaptação à nova vida foi um verdadeiro desafio: Além de lidar com as obrigações acadêmicas – agora muito mais instigantes – tive que me integrar a um novo espaço, com pessoas, costumes e rotinas totalmente diferentes. Mas, apesar da inicial dificuldade, não demorou muito para que novos amigos aparecessem e aquele espaço se tornasse um lar para mim.

 Mesmo não tendo cursado inglês antes, sempre sonhei em um dia estudar no exterior. Foi graças à excelente didática e auxílio de meus professores que, durante meus 3 anos na ESEM,  eu consegui obter domínio na língua inglesa.

Com isso, eu era capaz de aplicar (realiza um teste) para realizar um 4° ano de ensino médio no exterior. Porém agora não eram apenas os resultados das provas que contavam, mas também meu currículo e desempenho acadêmico. A caminhada era ainda mais árdua e a desistência se tornava uma opção cada vez mais atraente. Felizmente o incentivo e apoio de meus amigos, professores e pais me fizeram continuar a caminhar.

Tentei vaga para uma renomada escola em Idaho, chamada Sun Valley Community School. Meu esforço foi recompensado e dessa vez a aprovação veio na primeira chamada.  Em breve estarei seguindo para cursar o 4° ano nos EUA.

Espero que meu breve relato seja capaz de incentivar aqueles que pretendem estudar na Escola Sesc, bem como aqueles que almejam uma oportunidade no exterior.

Lembrem-se que o impossível só reside nas mãos inertes daqueles que não tentam.

Gabriel Ferreira Dutra

Notícias relacionadas

1 Comentário

  1. Aline

    Minha filha faz o fundamental no Sesc de Araxá, e o sonho dela é ingressar no Colégio Sesc de Ensino Médio daqui uns anos!
    Parabéns por suas conquistas, são resultados de todo o seu esforço nessa jornada!

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *